22°
Máx
16°
Min

Teatro, cinema, música. O fim de semana está recheado de opções culturais

(Foto: Divulgação) - Teatro, cinema, música. O fim de semana está recheado de opções culturais
(Foto: Divulgação)

O fim de semana está chegando e mesmo com este friozinho de Curitiba, ficar em casa não é a única opção. Se você gosta de curtir com a galera, namorar, se divertir com a família em atividades culturais, se liga nesta agenda que o Portal Massa News fez especialmente para te ajudar a saber o que vai acontecer na cidade.

CINEMA

A Bruta Flor do Querer versa sobre o cineasta Diego, que na faculdade se destacava como um dos alunos mais promissores, dirigindo pequenos trabalhos de sucesso. No entanto, chegando ao mercado de trabalho, ele não consegue se firmar como cineasta, sendo forçado a filmar cerimônias de casamento. Em meio a essa crise, Diego ainda tem que enfrentar sua complicada relação com as mulheres, que despertam nele o desejo e o medo. Até 8 de maio, de terça a domingo às 17h e 19 horas. Ingressos a R$ 10.

Cinemateca de Curitiba Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 - São Francisco

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação) 

EXPOSIÇÃO

Phasing Loops é uma exposição de arte generativa audiovisual. Nela o artista Rodrigo Guinski segue com sua pesquisa sobre sistemas tecnológicos analógicos e digitais iniciada na série Interface, explorando sistemas de interação homem/máquina.

A instalação explora sobreposição de loops (a imediata repetição de uma sequência de imagens e sons sem variação), criando um efeito pela variação da diferença de fase. A interação de loops com elementos gráficos e sonoros semelhantes, mas com durações diferentes, gera combinações complexas a partir de elementos básicos, até os loops retornarem ao ponto de partida, reiniciando o ciclo. A duração dos ciclos de algumas obras pode equivaler à idade estimada do universo (14 bilhões de anos). Assim, a experiência de cada espectador é diferente, iniciando com o primeiro contato com a obra; e pode ser complementada por múltiplas visitas. O resultado gráfico das obras é baseado na pesquisa das propriedades e elementos estruturais (canais de cor, pixels, linhas de varredura, etc.) dos meios de reprodução audiovisuais analógicos e digitais. Deste modo, criam-se imagens que expõem, replicam e amplificam o comportamento de diferentes tecnologias de visualização, como o tubo de raios catódicos, monitores LCD e filme projetado. A exposição faz parte da Mostra Arte Digital no MuMA e será realizada através do Fundo Municipal de Cultura da FCC. Sala Célia Neves Lazarotto. Até 12 de junho, de terça a domingo, dás 10 horas às 19 horas. Ingresso gratuito.

Museu Municipal de Arte (MuMA) – Portão Cultural -  Av. República Argentina, 3.432 - Portão, Curitiba

Viagem para o invisível é uma experiência que propõe, junto com a obra fotográfica, ações e reflexões acerca da apreciação da obra artística ao apresentar diferentes possibilidades de leitura através da associação de imagens e palavras que descrevem, explicam ou situam as imagens. A exposição é composta de 3 séries fotográficas que sugerem uma sequência ou narrativa. Diante das imagens há fones de ouvido em que histórias diversas, em formato de mini-contos, são narradas em looping. Enquanto observa as fotografias, o espectador pode ouvir um relato que o guiará numa jornada específica do seu imaginário. Assim que a história termina, outra começa, e com ela se inicia nova viagem guiada por outra narrativa. Uma mesma história pode dar conta das 3 séries, assim como cada série pode corresponder a uma história diferente. A estrutura expositiva cria uma trajetória através do que se vê, do que se ouve e do que se vislumbra, propondo uma segunda fase de imaginação que parte da fotografia para outros destinos: a imagem enquanto ponto de chegada (de quem fotografa) e de partida (de quem a vê). As fotos têm autoria das fotógrafas do Coletivo Medusa - Nathália Tereza, Cristiane Senn e Ana Paula Málaga. Até 8 de maio, de terça a domingo, das 9h às 12h, 14h às 18h. Entrada gratuita.

Museu da Fotografia Cidade de Curitiba:  Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 - Centro, Curitiba – PR

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação) 

A mostra do artista Francis Rodrigues é composta por pinturas em grandes e pequenos formatos que tratam da investigação da paisagem e a possibilidade de sua experimentação espacial. Originados da edição de imagens do cotidiano, os trabalhos possuem tramas espaciais com diversos pontos de vistas que se sobrepõem. São situações ambíguas que proporcionam confrontos entre a figuração e a abstração, a rigidez e a fluidez, o geométrico e o orgânico, a superfície e a profundidade. Segundo Francis Rodrigues, estas pinturas “remetem ao mundo que vivemos, uma paisagem caótica onde múltiplas coisas acontecem ao mesmo tempo e as diferenças estão em tensão e convivendo de maneira justaposta”.

Nessa exposição, as pinturas se aproximam entre si através da pesquisa da paisagem e da cor com variações em tamanhos e em técnicas. O artista faz uso da tinta óleo sobre tela (com a técnica da velatura que proporciona a mistura óptica das cores através da sobreposição de camadas transparentes de tinta), e também da tinta acrílica sobre tela e do guache sobre papel. Até 5 de junho. De terça a sexta-feira das 9h às 12h e de 13h às 18h; sábados, domingos e feriados das 9h às 15h. Entrada gratuita.

Memorial de Curitiba:  Rua Doutor Claudino dos Santos, 79 - São Francisco, Curitiba - PR, 80020-170

MÚSICA

O cantor Humberto Gessinger apresenta o show “Louco Pra Ficar Legal” no dia 30 de abril, no Teatro Positivo, em Curitiba. No palco, o músico acompanhado de sua banda canta grandes sucessos da carreira e da banda Engenheiros do Hawaii, além de canções inéditas que compõem a turnê. Devem fazer parte do repertório composições como “O Exército de um Homem Só” e “Pra Ser Sincero”, entre outras. Dia 30 de abril, às 21h15. Ingressos de R$ 120 a R$ 180.

Teatro Positivo: Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, Campo Comprido, Curitiba,

TEATRO

No Teatro Novelas Curitibanas, o público pode apreciar o Espetáculo "Primavera Leste", dirigido pelo curitibano Dimis Jean Sores, diretor e autor da Companhia de BifeSeco, que usou como base o texto homônimo do carioca Diogo Liberano. O musical conta com humor negro, como três jovens universitários sequestram uma professora de história após reprovarem na matéria. A trama é um pano de fundo para criar um delírio visual no palco, com músicas inspiradas em Tom Waits, Lou Reed e Chico Buarque para falar de maneira sarcástica da situação atual do Brasil. Os ingressos são gratuitos e começam a ser distribuídos 1 hora antes do início da sessão.

Teatro Novelas Curitibanas:  Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1.222 - São Francisco, Curitiba

LOVLOVLOV é uma peça de amor e terror, dividida em cinco choques partiu de um estudo minucioso da vida e das cartas de amor de Carmen Miranda. Ícone de um país por mais de meio século. Para além de seu talento nato e sua voz única. Ingressos a R$ 10. De quinta a domingo, sendo que a sessão das quinta-feira é gratuita.

Teatro Cleon Jacques:  Rua Mateus Leme, 4777, Curitiba