22°
Máx
16°
Min

Teatro Novelas Curitibanas apresenta série de leituras dramáticas

Teatro Novelas Curitibanas (Foto: Flickr) - Teatro Novelas Curitibanas apresenta série de leituras dramáticas
Teatro Novelas Curitibanas (Foto: Flickr)

A  Fundação Cultural de Curitiba apresenta a partir da próxima semana a série"Dramaturgias Curitibanas – Leituras Dramáticas 2016". O projeto é o resultado artístico do edital Oraci Gembra – Fomento em Literatura Dramática do Fundo Municipal da Cultura. Serão apresentadas, de 15 a 19 de junho, no Teatro Novelas Curitibanas, cinco leituras selecionadas pelo edital. As apresentações são seguidas de bate-papo com os realizadores.

Os textos que compõem as leituras são “Oscar o Sopro e a Curva”, de Fátima Ortiz; “Outros sons”, de Ligia Oliveira; “Coração”, de Olga Nenevê; “A Solitária Possessão de Penelope Serena”, de Paulo Biscaia e “Dora Desabalada”, de Enéas Lour.

Programação

15 de junho
Oscar o Sopro e a Curva: Um grupo de amigos vai ao MON para brincar e pesquisar. Lá encontram O velho Oscar que surgiu das nuvens com os seus desenhos trazendo suas lembranças. As coisas inventadas por ele são contadas, cantadas e dançadas por todos até o momento que surge um menino só, que também quer entrar na brincadeira e fazer parte da história. O olho do museu acolhe na sua pupila o garoto que ali canta feliz, adormece e sonha. Quando os amigos se despedem o velho Oscar sambando volta para as nuvens. Fátima Ortiz é atriz, diretora teatral, diretora de produção, arte educadora e dramaturga. Criadora e diretora do espaço cultural Pé no Palco em Curitiba. Graduada em Educação Artística pela Universidade Federal do Paraná em 1978, tem especialização em Educação Fundamentada na Arte pela Universidade Tuiuti do Paraná.


Fátima Ortiz (Foto: Edu Camargo)Fátima Ortiz (Foto: Edu Camargo) 


16 de junho
Outros sons: O que significa o som de uma criança chorando? Fome? Sono? Dores? A falta de seus pais? O medo do escuro? Ou da falta de luz? Qual o é som que significa o medo de amar?
Ligia Souza Oliveira, natural de Paranavaí (PR), é dramaturga e pesquisadora. Doutoranda em Artes Cênicas pela USP, é mestre em Estudos Literários pela UFPR e bacharel em Artes Cênicas pela FAP-PR. É autora dos livros Encontros Diários editada pela Fundação Cultural de Curitiba e Personne pela Editora SESI-SP.


Ligia Souza Oliveira (Foto: Diogo Liberano)Ligia Souza Oliveira (Foto: Diogo Liberano) 


17 de junho
Coração: 
Na peça os afetos de três figuras misturam suas capacidades de ação e de não ação, como forma simbólica de preservarem suas vidas. Graça, uma mulher de aproximadamente 35 anos, costureira, que perde a visão repentinamente; Salvador, um oleiro de 70 anos, que está com uma doença terminal e uma Velha solitária despertam umas sobre as outras a vontade de entrar em labirintos existenciais e processos de autoconhecimento.
Olga Nenevê é bacharel em Artes Cênicas pela PUC-PR; arte educadora com licenciatura em Artes Plásticas pela UFPR e especialista em Teatro pela FAP-PR. Fundadora do Grupo Obragem de Teatro junto com o artista Eduardo Giacomini, atua como dramaturga, atriz e diretora de espetáculos de teatro para adultos e crianças.


Olga Nenevê (Foto: Elenize Dezgeniski)Olga Nenevê (Foto: Elenize Dezgeniski) 


18 de junho
A Solitária Possessão de Penelope Serena:
Em uma metrópole na noite do dia 31 de dezembro de 1959, Penelope Serena está sozinha no quartinho da pensão para moças da Sra. Mitchell. Todos, inclusive a própria Sra. Mitchell, haviam saído para celebrar a virada para a nova e promissora década. Penelope preferiu ficar. Em sua noite de réveillon solitária ela terá a visita de demônios reais e imaginários que desenharão marcas enterras em seu corpo e sua alma.
Paulo Biscaia graduado em Artes Cênicas pela PUC-PR e mestre em Artes pela Royal Holloway University of London. Professor dos cursos de Teatro e Cinema da Faculdade de Artes do Paraná. Durante 9 anos trabalhou na Cinemateca de Curitiba como programador e coordenador. Atua também como diretor, roteirista e editor de audiovisuais e diretor e dramaturgo de montagens cênicas pela companhia Vigor Mortis.


Paulo Biscaia (Foto: Nika Braun)Paulo Biscaia (Foto: Nika Braun) 


19 de junho
Dora Desabalada
de Enéas Lour, ator, autor, diretor, cenógrafo e produtor teatral. Tem mais de 40 anos de atuação profissional no teatro paranaense. Autor de 44 peças teatrais e detentor de oito Troféus Gralha Azul, seis Prêmios Poty Lazzarotto e dois Prêmios SNT/FUNARTE, como melhor dramaturgo do Paraná, além de outras várias indicações recebidas para diversas premiações.


Enéas Lour (Foto: Alice Rodrigues)Enéas Lour (Foto: Alice Rodrigues) 

Serviço

Leituras dramáticas do edital Oraci Gemba
Local: Teatro Novelas Curitibanas – R. Carlos Cavalcanti, 1.222
Datas e horário: de 15 a 19 de junho de 2016 (quarta-feira a domingo), às 19h
Ingresso: gratuito

Colaboração Assessoria de Imprensa.