26°
Máx
19°
Min

Tradicional Arraiá do seo Zico Borghi será no dia 23 de junho em Maringá

(Foto: Prefeitura de Maringá) - Tradicional Arraiá do seo Zico Borghi será no dia 23 de junho
(Foto: Prefeitura de Maringá)

A tradicional festa junina do seo Zico Borghi acontece no próximo dia 23, a partir das 18h30, no sítio Boa Esperança, localizado na Gleba Pinguim em Maringá. O evento é gratuito e se tornou patrimônio histórico da cidade em 2008. Todos que vão a festa podem saborear quentão, pipoca, doces, canjica, achocolatado e ainda participar das brincadeiras.

Em 2015, mais de 2 mil pessoas estiveram nas festividades. Para a secretária de Cultura, Olga Agulhon, o arraiá tem um grande valor para a cidade por manter a tradição advinda dos pioneiros que aqui chegaram.

“Esse festejo preserva características culturais que não podem ser perdidas. Essa festa já faz parte da história de nosso município e deve ser repassada às demais gerações para que a tradição seja mantida”, observa.

Tradição

Diversos elementos tradicionais da festa, como o pau-de-sebo, mastro com a imagem dos três santos, fogueira, quadrilha, noivo e noiva na charrete estarão presentes. Um dos atrativos, em especial para quem está solteiro, são os pedidos para o santo casamenteiro, Santo Antônio. Seo Zico Borghi garante que, quem pede com fé, tem a graça atendida. “Já ajudei muitas moças a realizarem esse pedido e depois recebi até o convite para o casamento.”

“A festa tem importância ao município porque remonta uma herança lusitana, a prática de festejar os santos juninos, que vêm desde a nossa colonização. Quando os pioneiros vieram para Maringá, trouxeram essa prática também. O objetivo é celebrar a vida e a comensalidade no universo rural”, pontua o gerente de Patrimônio Histórico, Welington Vilanova.

Para ele, a principal característica mantida é o senso de comunidade. “A festa tem como intuito manter esses laços afetivos entre a comunidade do Pinguim e a de Maringá."

Trajeto

O arraiá tem início ao final da tarde com uma oração no paiol do sítio do seo Zico e depois, os fiéis se encaminham em procissão para a capela Bom Jesus, na Gleba Pinguim. Nesse momento, o mastro em homenagem aos santos é erguido.

Durante toda a noite, os participantes são convidados a se divertirem ao som das músicas típicas e integrarem outras atividades festivas típicas da festa, inclusive andar descalço sobre as brasas ao final do evento.

Histórico

A primeira festa que seo Zico realizou foi em 1982, em uma homenagem aos três santos mais famosos do mês de junho: Santo Antônio (13 de junho), São João (24 de junho) e São Pedro (29), datas que antigamente eram sinônimo de grandes festas para toda a comunidade. Quando percebeu que a cultura das festas juninas estava se perdendo, o pioneiro Aníbal Agenor Borghi quis encontrar uma forma de manter essa tradição acesa.

Conhecido por ser um grande contador de causos, seo Zico chegou a Maringá com 12 anos de idade, em 1946, com a família que morava em Cornélio Procópio. Foram atraídos pelas propagandas da Companhia de Terras Norte do Paraná, em busca de terra fértil para colher as glórias do café. O trabalho era muito pesado e, para aliviar o cansaço, as festas cumpriam essa função, reunindo toda a comunidade para celebrar.

Na década de 1980, a festa promovida pelo pioneiro foi aberta para poucas famílias. No entanto, a atividade foi crescendo e deixou de ser realizada unicamente no sítio de seo Zico, embora continue na zona rural do município. Para ele, é um orgulho ter revivido essa tradição e também auxiliar muitas moças a se casarem, através dos pedidos feitos a Santo Antônio.