27°
Máx
13°
Min

Beatles e Shakespeare em concerto cênico da Camerata de Antiqua

(Foto: Divulgação) - Beatles e Shakespeare em concerto cênico da Camerata de Antiqua
(Foto: Divulgação)

A Camerata Antiqua de Curitiba preparou um programa que promete aguçar a curiosidade do público, ao unir madrigais ingleses dos séculos 16, 17 e 18, Shakespeare e os Beatles. O concerto cênico em memória aos 400 anos de Willian Shakespeare acontece em 3 apresentações, sexta-feira (23), às 20h, sábado (24) e domingo(25), às 18h30.

Para realizar um espetáculo tão abrangente, foram convocados nomes de grande importância, em áreas diversas. A regência está a cargo da maestrina Priscilla Pruetter, com direção cênica de Edson Bueno, fundador da Cia. De Teatro – Estúdio Delírio, e participação do premiado ator curitibano Ranieri Gonzalez,ao lado de Marcelina Fialho, Robysom Souza e Wenry M. Bueno. Roteiro e textos são de Marcelo Sandmann, doutor em História Literária, sendo que Marco Aurélio Koentopp, responde pelos arranjos.

A plateia reviverá sucessos como “Yellow Submarine”, “She’s Leaving Home”, “Eleanor Rigby” e “Across the Universe”, de John Lennon (1940 – 1980) e Paul McCartney (1942); “Blackbird”, “Lady Madona” e “Penny Lane”, de Paul McCartney;e “Something”, de George Harrison (1943 – 2001), entre outras composições do quarteto que influenciou revoluções sociais e culturais da década de 1960.

Uma volta no tempo é proporcionada com a execução da peça “Pastime with Good Company”, escrita pelo rei Henrique VIII (1491 – 1547), no início de seu reinado. Também estão presentes obras de Thomas Morley (1557 ou 1558 – 1602), John Dowland (1563 – 1626) e Henry Purcell (1659 – 1695). Quanto à inclusão de Shakespeare, deve-se à habilidade do célebre escritor em tratar de temas tão próprios ao homem, e que permeiam os séculos de história da música visitados neste espetáculo da Camerata Antiqua. O dom de Shakespeare para sintetizar a gama de emoções em simples versos, mas profundamente eloquentes, é, talvez, a principal razão para sua popularidade duradoura.

É a segunda vez que a Camerata realiza esse Programa, a primeira em 2012 lotou a Capela Santa Maria nos dois dias de concerto. Janete Andrade, coordenadora erudita do grupo explica essa popularidade: “O reconhecimento da importância dos Beatles na história da música transcende a música popular e, hoje, esses músicos fazem parte da história cultural do mundo; tornaram-se “clássicos”. Já Shakespeare, ninguém melhor do que ele para tratar de temas tão próprios do homem, independentemente do tempo histórico. Amor, ligações afetivas, sentimentos, questões sociais, temas políticos e outros assuntos relacionados ao homem são constantes nas obras desse célebre escritor. São essas talvez, as principais razões para sua popularidade”, conclui Janete.

Serviço

CAMERATA ANTIQUA DE CURITIBA - LET IT BE OR NOT TO BE - BEATLES, SHAKESPEARE E OS MADRIGAISINGLESES

Programa em homenagem aos 400 anos da morte de William Shakespeare

Datas e horários: 23 de setembro, 20h / 24 e 25 de setembro, 18h30

Local: Capela SantaMaria (Rua Conselheiro Laurindo, 273)

Ingressos: R$30 e meia-entrada R$15

Alô Ingresso: http://bit.ly/beatles2409