28°
Máx
17°
Min

"Dança Londrina" reúne grupos e artistas da cidade e da região

(foto: divulgação) - "Dança Londrina" reúne grupos  e artistas da cidade e da região
(foto: divulgação)

Tradicional espaço dentro do Festival de Dança em que bailarinos, projetos, academias e grupos exibem seus trabalhos e assistem ao que está sendo produzido na cidade. Assim é a mostra “Dança Londrina”, destaque da programação na noite desta segunda-feira (3), às 20h30, no Circo Funcart. Torcida na plateia e boas vibrações no palco.

A mostra reúne pequenos trabalhos cênicos e trechos coreográficos de até dez minutos elaborados por artistas independentes de Londrina e da região, apresentando um panorama eclético de estilos, que vai da dança urbana ao clássico, da dança de salão ao jazz, das modalidades tradicionais às performances contemporâneas.

Este ano, o “Dança Londrina” apresenta mais de dez trabalhos. A Cia Entrepassos NAFI/CEFE/UEL participa com duas performances de dança de salão. O samba de gafieira chega para unir o saudosismo do tradicional com as cores dos novos bambas em “Atemporal”, coreografado por Eliezer Rodrigues e Gabriela Alves. Já a performance “Cry” reúne 15 dançarinos de zouk brasileiro contemporâneo, em coreografia de Paulo Ricardo Freschi e Thâmara Batista.

O Instituto ADAMA participa com dois projetos. Com “Iniciante”, coreografia na modalidade jazz assinada por Juliana Barros, 16 bailarinas levam para o palco uma mensagem de vida e esperança. No outro trabalho do instituto, 19 integrantes apresentam a performance de dança urbana “Meu Estilo”. Na coreografia de Thiago Souza, a dança é a chave para que pessoas de gostos diferentes possam falar uma mesma linguagem, respeitando umas às outras.

O Ballet Árabe Shaday estará representando o folclore oriental na “Dança Khalige”, modalidade originária do Golfo Pérsico, que mostra a beleza feminina por meio de movimentos com os cabelos e também com o quadril. Dirigida por Dayane Leme, a coreografia traz cinco dançarinas.

A Escola Municipal de Dança de Londrina será responsável por vários números de balé clássico ensaiados pelo professor Marciano Boletti. Dentre eles, solos e conjuntos das obras “Pássaro Azul”, “La Bayadère”, “Paquita” e “O Lago dos Cisnes”.

O grupo Casa em Cena apresenta “as”. A performance de dança-teatro, concebida e interpretada por Letícia Ferreira e Hígor Mejia, é constituída como recorte de uma pesquisa baseada em uma narrativa de imagens e sensações, captadas em fotografias, desenhos e objetos. A cena surgiu durante a busca do entendimento de uma potência feminina a partir do encontro com o quadro ‘The two Fridas’, de Frida Kahlo.

O “Dança Londrina” também atrai projetos da região. Este ano, a mostra traz um trabalho de Rolândia - a performance de street jazz “Dangerous”, do dançarino Fernando Matias Lima.

Serviço

Dia: 3 de outubro (segunda-feira)

Horário: 20h30

Local: Circo Funcart (Rua Souza Naves, 2380)

Duração: 100 minutos, em média

Classificação indicativa: Livre

(com assessoria de imprensa)