22°
Máx
17°
Min

Internado desde segunda-feira, Zagallo segue sem previsão de alta

(Foto: Danilo Borges/Portal da Copa) - Internado desde segunda-feira, Zagallo segue sem previsão de alta
(Foto: Danilo Borges/Portal da Copa)

O ex-jogador e treinador de futebol Mário Jorge Lobo Zagallo segue sem previsão de alta no Hospital Barra D'or, na zona oeste do Rio de Janeiro. Internado desde segunda-feira, ele sofre de desidratação. Seu estado de saúde, contudo, não foi detalhado pelo hospital.

"A direção do Hospital Barra D'Or informa que Mário Jorge Lobo Zagallo permanece internado no hospital", informou o hospital em um curto comunicado divulgado nesta quarta-feira, sem especificar estado de saúde ou previsão de alta. Um novo boletim médico deve ser divulgado na tarde desta quarta-feira, às 18 horas.

Um parente próximo de Zagallo revelou, à reportagem do Estado na última terça-feira, que o ex-jogador de 85 anos foi internado após ficar muito cansado na quinta, quando carregou a tocha olímpica. Ele acordou cedo, ficou debaixo de sol e, segundo a fonte, como é muito sensível, se emocionou demais e sofreu um grande desgaste físico e psicológico.

Tetracampeão do mundo pelo Brasil (duas vezes como jogador, em 1958 e 1962, uma como técnico, em 1970, e uma como auxiliar de Carlos Alberto Parreira, em 1994), o lendário personagem do futebol brasileiro conduziu a tocha olímpica sentado em uma cadeira de rodas, no penúltimo dia do revezamento do símbolo antes da cerimônia de abertura dos Jogos do Rio, realizada na sexta. Visivelmente magro e debilitado, emocionou fãs que acompanharam de perto sua participação.

Naquela ocasião, Zagallo recebeu a tocha justamente de Parreira, seu parceiro de comissão técnica também na Copa de 2006. Internado neste período inicial do Rio-2016, o ex-treinador já dirigiu a seleção em uma edição da Olimpíada, a de Atlanta-1996, quando a equipe nacional faturou o bronze.