20°
Máx
14°
Min

Livro de Claudia Leitte autorizado a captar R$ 350 mil foi cancelado em 2015

(Foto: Divulgação)  - Livro de Claudia Leitte autorizado a captar R$ 350 mil foi cancelado em 2015
(Foto: Divulgação)

A Produtora Ciel, responsável por gerenciar a carreira da cantora Claudia Leitte, recebeu a notícia, na última terça-feira, 16, pelo Diário Oficial da União, de que o projeto chamado Livro Claudia Leitte foi aprovado para captar R$ 355,927 mil por intermédio da Lei Rouanet.

O projeto previa a tiragem de 2 mil exemplares de um livro contendo uma entrevista exclusiva da cantora, fotos, letras e partituras da artista, com versões em inglês e português. Curiosamente, contudo, a produtora, em contato com o jornal O Estado de S.Paulo, se disse surpresa com a aprovação do Livro Claudia Leitte e com a repercussão negativa que o caso havia tomado ao longo da quarta-feira, 17.

Em comunicado, a empresa esclareceu que o projeto para um livro institucional sobre a baiana, inscrito "em total conformidade com Lei Rouanet" em 2014, foi abortado no ano seguinte, ou seja, em 2015.

O motivo pelo qual o projeto cancelado não foi retirado do programa de incentivo, questionado pela reportagem, contudo, é curioso. A empresa explica que o quadro de funcionários da Ciel mudou bastante ao longo dos dois últimos anos e o projeto e os responsáveis por ele já não trabalham lá. "Ficamos sabendo pela imprensa", diz o comunicado.

Consta na Lei Rouanet que o recurso não captado é arquivado pelo Ministério da Cultura. É bom lembrar que a Lei 8.313, criada em 1991, na verdade, somente permite aos selecionados que captem recursos de empresas privadas. Não há repasse direto do MinC.