24°
Máx
17°
Min

Tyson Fury diz que sofre de depressão e revela abuso de álcool e cocaína

Marcado por várias declarações e ações polêmicas fora dos ringues, o britânico Tyson Fury, campeão mundial do pesos pesados, declarou que abusa do consumo de cocaína e álcool para lidar com a depressão.

O pugilista britânico não luta desde que venceu Wladimir Klitschko em novembro de 2015 para assegurar os títulos da Associação Mundial de Boxe, da Organização Mundial de Boxe e da Federação Internacional de Boxe.

No mês passado, a revanche com Klitschko foi adiada pela segunda vez após Fury ser declarado "medicamente inapto". Uma reportagem da ESPN americana, porém, noticiou que ele testou positivo para cocaína e, por isso, está afastado dos ringues.

As declarações de Fury sobre seus "demônios pessoais" foram dadas em uma entrevista para a revista Rolling Stone. "Eu sou um maníaco depressivo. Eu só espero que alguém me mate antes que eu me mate", declarou.

Fury revelou que deixou um campo de treinamento na Holanda em maio e está em uma condição autodestrutiva desde então. "Eu bebi de segunda a sexta-feira a domingo", disse Fury. "Eu tenho utilizado medicamentos, cocaína, em muitas, muitas ocasiões nos últimos seis meses".

O britânico tem no seu cartel 25 lutas e 25 vitórias, sendo 18 por nocaute. Ele foi destituído do título da Federação Internacional de Boxe por não lutar contra um desafiante obrigatório, mas ainda detém os cinturões da Organização Mundial e da Associação Mundial. Isso pode mudar por causa de sua atual inatividade e a possibilidade de ele perder a sua licença dada pelo Conselho de Controle de Boxe da Grã-Bretanha.

"O Conselho se reúne na próxima semana e vamos discutir isso, estou bastante certo", disse Robert Smith, o secretário-geral da entidade. "A reunião não será apenas para Tyson Fury. Temos uma reunião em 12 de outubro. Todas as questões recentes do senhor Fury serão discutidas, após o que nós vamos ver o que vamos fazer".

Na última terça-feira, utilizando termos ofensivos, Fury chegou a anunciar sua aposentadoria do boxe em publicação nas redes sociais, desmentindo a informação horas depois. Agora, com as novas declarações, mostra que seu futuro está mesmo em dúvida.