22°
Máx
17°
Min

Cuba agora enfrenta cobiça feminina por grifes internacionais

(Foto: Divulgação)  - Cuba agora enfrenta cobiça feminina por grifes internacionais
(Foto: Divulgação)

Meia-calça preta, toda decorada com flores ou estampas geométricas, é a última moda em Cuba, mesmo sob calor de 30 graus. Jeans justo, tênis esportivos e nail arte (unhas decoradas) também são bem populares entre as mulheres locais, que já começam a conhecer e a almejar marcas internacionais.

Depois de quase 60 anos renegando ícones e marcas ocidentais, e o estilo de vida ligado ao consumo, a chegada da elite da moda francesa à ilha, depois do papa, de Obama e dos Stones, foi, sim, um momento histórico. Os desfiles denominados Cruise ocorrem entre as semanas de moda de Paris e trazem as coleções de veraneio. A Chanel apresentou suas últimas coleções Cruise no Oriente, o último foi em Seul, na Coreia do Sul, e o penúltimo em Dubai, nos Emirados Árabes. No caso de Cuba, é totalmente diferente. O país serviu apenas de inspiração e cenário, já que a marca não tem lojas lá. Foi também o primeiro palco da América Latina para um desfile da marca, que agora volta a dar atenção especial para o lado de cá do planeta.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.