21°
Máx
17°
Min

Cuidados com a pele oleosa: como prevenir e tratar a acne

Foto: Assessoria - Cuidados com a pele oleosa: como prevenir e tratar a acne
Foto: Assessoria

Geralmente elas aparecem naquela conturbada fase da puberdade. Não ficam tímidas em “pipocar” no nosso rosto e em algumas partes do corpo. Vez ou outra viram até motivo de bullying e geram um incômodo danado. São os comedões e acnes: a famosa e indesejada dupla “cravo e espinha”, que às vezes insiste em aparecer mesmo depois da adolescência. 

De acordo com Camila Elias, esteticista e cosmetóloga da Naoru Estética e Saúde de Cascavel, inúmeros fatores podem acentuar a oleosidade da pele, gerando mais acne. 

“Pode ter relação com a produção desregulada de hormônios: testosterona em alta, ovários policísticos, e cortisona - hormônio relacionado ao estresse, que, em desequilíbrio, pode aumentar a síntese de sebo. Logo, o estresse também pode alterar o aspecto da nossa pele”, detalha a profissional. 

Isso sem contar outros fatores que também fogem do nosso controle como o calor, a radiação ultravioleta que pode aumentar o tamanho das glândulas sebáceas e também a genética: quando os pais têm pele oleosa, os filhos têm 50% de chances de herdarem a característica.

O desconforto é tanto que muitos não se contêm: tentam fazer a remoção por conta própria e aí é cicatriz na certa! 

“O correto é ir até um profissional habilitado para que as extrações sejam feitas da maneira menos agressiva possível, prevenindo a formação dessas marcas. Se não for possível, devemos sempre tomar o cuidado de não utilizar as unhas para extraí-los e também higienizar muito bem as mãos e a pele antes”.

Prevenção e tratamentos

Para driblar todos esses problemas, é preciso adquirir uma rotina de cuidados, higienizando a pele com sabonete e produtos específicos para peles acneicas recomendados por especialistas e protegendo com filtro solar, sempre optando pelos cosméticos livres de óleo ou “oil free”. 

“Recomendamos sabonetes com ácidos (salicílico, glicólico, mandélico) capazes de reduzir a camada espessa de células mortas, desobstruindo os poros e o consequente acúmulo de sebo dentro do folículo, reduzindo também a proliferação de microrganismos na pele e de quebra, com efeito clareador”, indica Camila.

Para quem necessita de tratamentos mais aprofundados, existem inúmeras técnicas eficazes: peelings que podem ser feitos tanto no verão quanto no inverno, laser frio (também conhecido como laser não ablativo), os leds que vêm sendo muito utilizados e são uma novidade no mercado da estética e também as microcorrentes, que ajudam muito na regulação e normalização do estado oleoso da pele. Sem falar da tradicional e infalível limpeza de pele, que deve ser feita a cada 30 ou 45 dias.

“São tratamentos que só não indicamos para gestantes e no caso de alguma doença de pele. No mais, recomendamos para todas as idades. É importante que seja feito um retorno regular para que o profissional possa avaliar a evolução da pele no tratamento”, aconselha.

Sobre Camila Elias

É tecnóloga em Estética e Cosmetologia, possui MBA em Cosmetologia aplicada à Dermatofuncional e Estética e está cursando Biomedicina. É proprietária da clínica Naoru Estética e Saúde, inaugurada em 2015 na cidade de Cascavel (PR), que oferece dezenas de tratamentos faciais e corporais para homens e mulheres.

Colaboração: Contelle Assessoria