24°
Máx
17°
Min

Antonio Del Claro apresenta repertório brasileiro

(Foto: Divulgação) - Antonio Del Claro apresenta repertório  brasileiro
(Foto: Divulgação)

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, como atração do projeto Série Solo Música, o concerto do violoncelista paulista Antonio Del Claro no dia 14 de junho (terça-feira), às 20h. Batizado de Cello em solo brasileiro, o recital conta apenas com obras escritas originalmente para violoncelo solo e por compositores brasileiros

“Sempre trouxe para mim não a obrigação, mas o dever aliado ao prazer de pesquisar e apresentar a música do meu chão”, diz Del Claro. “Durante minha trajetória, tive oportunidade de conhecer e conviver com alguns dos mais representativos compositores que escreveram para o meu instrumento, o violoncelo, além de me dedicarem algumas de suas obras. E o projeto Solo me trouxe a grande oportunidade de repartir com todos a alegria que essa experiência traz”, explica.

O repertório terá Etius Melos, de Ronaldo Miranda, uma homenagem ao primeiro movimento da Suíte para Violoncelo de Johann Sebastian Bach. Há ainda Meloritmias nº 2, de Ernâni Aguiar, Fantasia Sulamérica, de Cláudio Santoro e dois movimentos da Suíte Macambira, de Clóvis Pereira. Duas obras do programa nunca foram apresentadas ao público: Seis pequenas peças, de Rogério Duprat, e Suíte nº 4, opus 77, de Aleh Ferreira.

Violoncelista desde cedo

Antonio Lauro Del Claro nasceu em São Paulo. Aos sete anos, iniciou os estudos de violoncelo com seu pai, também violoncelista. Seguiu para a Itália, onde classificou-se em primeiro lugar no Concurso de Verão Musical de Taomina. Com uma bolsa concedida pelo Governo do Estado de São Paulo, estudou em Paris com Roberto Salles, mas foi em Genebra (Suíça) que teve oportunidade de aperfeiçoar-se, tornando-se discípulo do consagrado violoncelista Pierre Fournier.

Na Suíça, fez parte do Trio de Genebra juntamente com o pianista Daniel Spielgeberg e a violinista Saskia Fillipini, tendo realizado gravações para a Radio Romande. No Brasil, integrou o Artistrio, com o violinista Ayrton Pinto e a pianista Yara Bernette, com o qual gravou um disco com obras de Villa Lobos. Atualmente faz parte do Trio Américas, com a violinista Eva Székely (EUA) e o pianista Daniel Schene (EUA).

Del Claro atua como solista junto às maiores orquestras brasileiras, nos mais importantes centros culturais do país. Foi solista convidado da Orquestra de Câmara de Moscou, quando em turnê pelo Brasil.

Como recitalista, tem atuado no Brasil, França, Suíça, Itália, América Latina e Estados Unidos. Obteve da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) o prêmio de “Melhor Solista Jovem” de 1967-1972 e “Melhor Solista” de 1992. Recebeu o Premio Carlos Gomes de 1999 como “Melhor Solista Instrumental”.

Sua grande preocupação em divulgar a música brasileira o fez gravar obras de Camargo Guarnieri, Henrique Oswald, Villa Lobos, e Radamés Gnattali, tendo também apresentado em primeira audição mundial obras para violoncelo que lhe foram dedicadas pelos compositores Camargo Guarnieri, Osvaldo Lacerda, Cláudio Santoro, Almeida Prado e Sérgio Vasconcelos Corrêa.

Além de ter integrado o corpo docente do Departamento de Música do Instituto de Artes da Unicamp, na cadeira de violoncelo, realiza seminários e master classes em diversas cidades do Brasil e Estados Unidos, e participa de importantes festivais de música no Brasil. Anualmente é convidado pela Universidade do Missouri-Columbia (EUA) para ministrar aulas de violoncelo e master classes.

Serviço

Música: Série Solo Música apresenta Antonio Del Claro

Local: CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)

Data: 14 de junho de 2016 (terça-feira)

Hora: 20h

Ingressos: vendas a partir de 11 de junho (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 16h às 19h)

Classificação etária: não recomendado para menores de 12 anos

Colaboração Assessoria de Imprensa.