21°
Máx
17°
Min

Cantora brasileira é aprovada em seletiva do 'The Voice' britânico

(Foto: Reprodução/Facebook de Gisele Afeche) - Cantora brasileira é aprovada em seletiva do 'The Voice' britânico
(Foto: Reprodução/Facebook de Gisele Afeche)

Pela segunda vez, a cantora Gisele Afeche foi selecionada pela produção da versão britânica do reality show The Voice. No ano passado, desistiu da competição por não ter como arcar com os custos da viagem. Mas agora ela não quer perder a oportunidade e está promovendo uma campanha de financiamento coletivo na internet para conseguir ir à Inglaterra e, desta maneira, participar do programa.

"Na primeira etapa, o candidato tem que enviar um vídeo cantando. Eu enviei o clipe de uma música minha e fui aprovada", explica Gisele em entrevista ao E+, do jornal O Estado de S. Paulo, por telefone.

Antes de participar das audições às cegas - quando cantará para os jurados Boy George, Paloma Faith, Ricky Wilson e Will.I.Am - ela precisa ser aprovada em mais duas etapas: cantar à capela para os produtores e, em seguida, fazer uma apresentação convencional, com o apoio de instrumentos. "Se eu chegar nessa fase, penso em cantar e tocar piano ao vivo", antecipa.

Gisele, de 50 anos, é cantora lírica formada pela Universidade de Sorbonne, na França, onde viveu por oito anos. Retornou ao Brasil em 2013 e integrou o coral do Theatro Municipal de São Paulo. Para o programa, ela pretende fazer uma mescla de suas habilidades no canto erudito com o estilo pop. "Nesta etapa, eu não posso cantar nada autoral, tem que ser alguma música conhecida. Eu já escolhi o que irei cantar, mas não posso falar nada até saber se fui aprovada", explica.

Atualmente ela vive em Santos (SP) e trabalha na divulgação do disco Mosaicos, lançado em 2015. "Apesar de ser cantora lírica eu gosto de todos os estilos e comecei a compor músicas com uma pegada de pop e MPB", comenta.

Para se apresentar no The Voice, Gisele iniciou uma campanha virtual para arrecadar R$ 4 mil, valor que precisa para comprar as passagens. "Hospedagem, transporte e alimentação ficarão por minha conta. Preciso somente dessa ajuda porque o custo da viagem ficará muito alto", diz.

A campanha de Gisele ficará no ar até o dia 8 de junho e quem contribuir com a viagem pode ganhar cópia autografada do CD recém-lançado pela cantora.