27°
Máx
13°
Min

Corais intensificam ensaios para 3ª edição do CANTORITIBA

(Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa) - Corais intensificam ensaios para 3ª edição do CANTORITIBA
(Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa)

Aos seis anos, ela acompanhava a mãe nos ensaios do coral da igreja e, foram nesses momentos, que Priscilla Prueter acabou descobrindo que o seu futuro estava na música. Com uma vasta experiência musical e há sete anos na regência do Coral da UTFPR, ela prepara os coralistas para o espetáculo “Herdeiros”, que será apresentado no fechamento da edição do CANTORITIBA deste ano. “Estamos ansiosos para repetir o ‘Herdeiros’ nesse importante festival”, comenta a regente. Ela ainda terá outro papel de destaque: foi convidada para participar da comissão de julgamento das apresentações.

O Coral da UTFPR não foi o único que confirmou presença na 3ª edição do CANTORITIBA, Festival Internacional de Corais de Curitiba, que vai acontecer de 15 a 24 de julho de 2016 na capital paranaense. O presidente do Coro Celebrai, da Primeira Igreja Batista de Curitiba, Rogelio Martins da Silva, ressaltou que os membros já estão ensaiando para a apresentação. Ele acrescenta que os coralistas “estão empolgados com o CANTORITIBA, já que poderão levar a música gospel para muitas pessoas”.

Esta é a primeira vez que o Festival vai permitir a mostra não competitiva, o que deve atrair mais grupos de vários estilos musicais. Os corais se apresentarão em diversos locais da cidade, como a Ópera de Arame, o Memorial de Curitiba e o Teatro Paiol, permitindo a valorização da capital paranaense e de todas as suas artes.

Também é novidade nesta edição a categoria “voto popular”, na qual o público terá a oportunidade de avaliar as apresentações, além dos critérios diferenciados de avaliação, que levarão em conta para a classificação o nível de performance de cada grupo (iniciante, avançado e expert).

Os organizadores esperam que, com a ampliação do período do CANTORITIBA e do número de apresentações, o público seja superior ao do ano passado. Segundo o presidente do Festival, Helcio Pimentel, a intenção é levar ao público, estimado em 25 mil pessoas, espetáculos cheios de emoção, envolvendo grupos de diversas regiões do País e até internacionais.

Evento que veio para ficar

O regente do Coral da Universidade Positivo, Martinho Lutero Klemann, participou da competição no ano passado. "Foi importante para a evolução do grupo, pois aprendemos por meio das notas e comentários dos jurados”, lembra. Ele espera que o Festival tenha vindo para ficar. “O CANTORITIBA ainda não é tão conhecido quanto o Festival de Curitiba, mas é tão importante quanto. O evento é fantástico, é bonito e mais pessoas precisam conhecê-lo”, finaliza.

O Festival

O Festival Internacional de Corais de Curitiba, o CANTORITIBA, tornou-se um evento oficial da cidade com a chancela da Secretaria de Turismo de Curitiba. Em 2015, o evento promovido pela H. Pimentel contou com a participação de grupos de vários estados na Capela Santa Maria, no Teatro da Reitoria e no Memorial de Curitiba, reunindo um público de mais de 5 mil pessoas. Em paralelo, aconteceram cinco oficinas de Canto Coral gratuitas e abertas à comunidade. A 3ª edição, marcada para julho de 2016, pretende consolidar o evento, tornando-o uma referência no País e um dos principais da América Latina.

Colaboração Assessoria de Imprensa.