20°
Máx
14°
Min

Duo londrinense participa de festival na Patagônia

(foto: Divulgação) - Duo londrinense participa de festival na Patagônia
(foto: Divulgação)

O Duo Clavis, formado por Marcello Casagrande (vibrafone/marimba) e Mateus Gonsales (piano) foi convidado para participar do XIV Festival de Percussão da Patagônia,  apresentando um concerto e um workshop falando sobre seu trabalho. O festival entre os dias 28 de junho e 2 de julho será realizado no Instituto Universitario Patagónico de las Artes e na Fundación Cultural Patagonia da cidade de General Roca, na Argentina.

O repertório exibido no evento será composto apenas por músicas nacionais, inclusive muitas peças de compositores londrinenses, tais como Vitor Gorni (da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL), André Siqueira (do departamento de música da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Fernando Kozu (também do departamento), e outros.

A partir do encontro com músicos, estudantes e professores de diferentes países, Casagrande e Gonsales desejam divulgar a música brasileira e londrinense internacionalmente, assim como a UEL e a OSUEL.

Duo Clavis

O Duo Clavis foi formado em 2010 por Marcello Casagrande (vibrafone/marimba) e Mateus Gonsales (piano). Marcello é natural de Londrina, norte do Paraná. Formou-se em Licenciatura em música pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), também foi aluno do Colégio preparatório de instrumentistas da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) e da Escola Brasileira de Música (RJ). Ele concluiu seus estudos com o mestrado em percussão performance na Universidade de Missouri – Columbia, Estados Unidos. Em 1990 tornou-se timpanista e chefe da seção de percussão da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL).

Mateus Gonsales, também é natural de Londrina. Formado em Jazz e MPB no Conservatório Musical e Dramático de Tatuí, em produção fonográfica pela UNOESTE (Presidente Prudente) e pós- graduado em Arranjo Musical pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Desenvolve atividades como produtor, arranjador e professor de piano, harmonia e improvisação.

Unidos para desenvolver um repertório de câmara e tendo como base a divulgação de obras brasileiras, a dupla cria arranjos musicais próprios ou utiliza composições originais para enfatizar a riqueza de texturas e sonoridades que o piano junto com o vibrafone ou a marimba podem proporcionar.