22°
Máx
14°
Min

Cunhada de Ana Hickmann se recupera bem após ataque

A cunhada e assessora de Ana Hickmann, Giovana Oliveira, que levou dois tiros durante tentativa de assassinato da apresentadora no sábado, 21, em um hotel de Belo Horizonte, reage bem ao tratamento mas segue internada no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), conforme boletim médico divulgado nesta terça-feira, 24. Segundo o comunicado, Giovana "está tranquila, conversando normalmente e recebe visita dos familiares diariamente".

O boletim médico diz que "a circulação da perna afetada pela lesão vascular já encontra-se restaurada e eficaz. A cirurgia abdominal tem boa recuperação e a paciente já inicia ingestão via oral de dieta líquida.

Em vista da gravidade das lesões com as quais foi admitida, permanece no CTI para tratamento intensivo e contínuo controle laboratorial". A lesão citada pelo boletim se refere ao tiro que Giovana recebeu no ombro e que saiu pela perna. O outro atingiu o braço.

Segundo o comunicado, a assessora "está se recuperando bem, está acordada, consciente, com pressão arterial normal sem necessidade de medicação para controle e em uso de antibióticos venosos", além de não apresentar febre.

Ataque

Giovana levou dois tiros depois de ser rendida juntamente com a apresentadora e o marido, Gustavo Henrique Bello, empresário de Ana Hickmann, em um quarto do hotel Ceasar Business, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, por Rodrigo Augusto Pádua, fã da apresentadora.

Morador de Juiz de Fora, Rodrigo foi até Belo Horizonte disposto a matar Hichkamnn, conforme apontam as investigações da Polícia Civil. Dentro do quarto, Gustavo reagiu e, depois de luta, matou Rodrigo utilizando a própria arma do agressor.