22°
Máx
17°
Min

Nova temporada de 'Bake Off Brasil' terá conflito familiar

(Foto: Reprodução/SBT) - Nova temporada de 'Bake Off Brasil' terá conflito familiar
(Foto: Reprodução/SBT)

A primeira temporada de Bake Off Brasil foi um sucesso de audiência e manteve-se na vice-liderança do horário em diversos episódios. Por conta disso, o SBT repetirá a fórmula e apresentará, a partir de sábado, 21, a segunda temporada do reality show.

Fazendo valer a máxima "não se mexe em time que está ganhando", o programa ressurge sem grandes novidades em seu formato. A apresentação segue sob o comando de Ticiana Villas Boas, e o júri mantém Fabrizio Fasano e Carol Fiorentino, os mesmos da primeira temporada. O prêmio também continua igual: a publicação de um livro com receitas do vencedor.

Mudança mesmo só na direção do programa, agora sob as ordens de Lucas Gentil - antes era de Adriana Cechetti. Além disso, nessa temporada o canal vai focar mais na internet e terá conteúdos exclusivos online, logo após a exibição de cada episódio, como receitas, making of e entrevistas com os participantes. Os perfis do programa nas redes sociais também estarão mais ativos.

O programa, resultado de uma parceria entre Discovery e SBT, é produzido pela Cygnus Media e terá 15 episódios, dois a mais que a temporada passada. O cenário será um pouco maior, mas a identidade na decoração foi mantida: muito cor-de-rosa, bancadas em tons pastéis, batedeiras coloridas, pratos, chaleiras e flores decorando os armários. Tudo bastante delicado, como a atração merece.

O reality estreia neste sábado, 21 de maio, às 21h30, no SBT. Os episódios serão reprisados na Discovery Home & Health, às terças-feiras, a partir do dia 24, às 20h30.

Mais conhecimento, mais cobrança

São 14 concorrentes na segunda edição de Bake Off Brasil, dois a mais que na temporada anterior, e a diversidade está presente. "Tem manicure, tem executiva, tem artista plástico, tem garçom de cruzeiro, tem gente de todas as idades, de todas as classes sociais, de todos os jeitos", diz Ticiana.

Com tantas histórias diferentes, os conflitos não devem demorar a aparecer. Nos primeiros capítulos, há um clima de amizade maior, mas os produtores acreditam que as intrigas surgirão naturalmente nas provas de eliminação.

Duas das participantes são mãe e filha, e a apresentadora garante que vale a pena acompanhar como será a relação no reality. "Será que a filha conseguiu passar da mãe? Será que a mãe pega leve com a filha, dá dicas? No meio da gravação, a gente já vê a relação delas conturbada".

A jurada Carol Fiorentino conta que o nível técnico dos participantes desta temporada é maior. "Não é que eles são melhores que os primeiros, mas eles estão mais preparados mesmo, isso sem a menor dúvida", diz. O julgamento, portanto, deve acompanhar essa melhoria e os jurados garantem que a cobrança também será maior.

Ao todo, foram 10 mil inscritos pelo site, número superior ao da temporada passada, e a seleção foi mais criteriosa também. "Os candidatos tinham que provar que sabiam fazer coisas realmente boas", diz Lucas Gentil, que ainda revela a preocupação de escolher "diferentes relações com a confeitaria".

Ticiana diz que, por um lado, a primeira temporada ajuda os concorrentes, pois eles "já conhecem as provas, já sabem que Fabrizio não gosta de cheiro de ovo, já sabem que Carol gosta de bolo molhadinho", comenta.

Das notícias para a cozinha. A apresentadora Ticiana Villas Boas está fazendo carreira no comando de realities de culinária. Em 2015, deixou a bancada do Jornal da Band, onde trabalhou por dez anos, para apresentar o Bake Off Brasil. Em seguida, comandou o BBQ Brasil - Churrasco na Brasa, que terminou no último sábado, 14, e agora está gravando a próxima fase do reality de confeitaria.

O cargo de apresentadora, porém, não foi planejado. Ela diz que não foi um caminho que ela traçou, mas que a vida e as escolhas a levaram ao ramo de realities gastronômicos. "Foi um caminho natural que eu estou adorando, tem dado supercerto, porque é um tipo de programa que dá muita audiência e é uma área que eu estou cada vez gostando mais. Eu já vou para o restaurante com outro olhar, eu vou fazer mercado com outro olhar", comenta.

A apresentadora ainda garante que o trabalho mudou sua relação com a cozinha. "Antes da primeira temporada, eu não tinha muita afinidade com a cozinha, mas eu me preparei, fiz até um curso rápido de confeitaria e me apaixonei. Fazendo o programa eu aprendi um monte de coisa com a Carol, peguei umas receitas, agora, nessa segunda então, tô fera."

Vazamentos

Na contra mão da maioria dos realities culinários, Bake Off Brasil não terá a final ao vivo. O produtor Lucas Gentil declarou que "é um risco", mas que confia na equipe e acredita que não terá esse tipo de problema de spoiler do resultado da competição.

Os concorrentes, como MasterChef, da Band, e Batalha dos Confeiteiros, próximo reality de Buddy Valastro na Record, vão exibir as finais em tempo real justamente para evitar vazamentos sobre os vencedores.