24°
Máx
17°
Min

Bisping aposenta Henderson e mantém cinturão do UFC; Belfort perde

(Foto: Reprodução UFC) - Bisping aposenta Henderson e mantém cinturão do UFC; Belfort perde
(Foto: Reprodução UFC)

A cidade de Manchester recebeu, na noite de sábado, um dos principais eventos do UFC do ano. O UFC 204 marcou a despedida de um dos grandes nomes da história da franquia, Dan Henderson, que, aos 46 anos, recebeu a oportunidade de desafiar o cinturão dos médios de Michael Bisping na casa do rival. O veterano até se segurou de pé até o fim, mas acabou vencido em decisão unânime dos juízes.

O duelo foi uma revanche de uma luta icônica, realizada no UFC 100, em 2009, quando Henderson venceu Bisping. Aos 37, o britânico agora se vinga e chega à sua 20.ª vitória no UFC, tornando-se recordista. Deixa para trás o lendário canadense Georges St-Pierre, que ganhou 19. Na semana passada, surgiu o boato de que GSP pode voltar aos ringues para enfrentar Anderson Silva.

Enquanto esse duelo não acontece, os fãs vibraram a despedida de outro ídolo. Dan Henderson chegou a acertar duas de suas "Bomba H" - como ficou conhecido seu potentíssimo direto de direita -, jogando Bisping no chão. Aos 46 anos, ele resistiu firme a cinco rounds, contra um rival que tinha toda a torcida a favor. Ao fim da luta, deixou claro não concordar com o resultado.

"Queria que eles julgassem o resultado pela forma como parecemos depois da luta", disse Hendo, menos machucado que o rival. Encerrada a luta, o americano foi ovacionado pelos torcedores britânicos presentes em sua despedida.

Na luta preliminar, outro ex-campeão subiu ao ringue. Aos 39 anos, Vitor Belfort perdeu a segunda seguida, agora para o iraniano naturalizado holandês Gegard Mousasi. O duelo foi decidido por nocaute técnico, no segundo round, depois de uma sequência de socos de Mousasi.

Nos últimos três anos, Belfort venceu duas vezes Henderson e ganhou também de Bisping. Hoje, porém, está novamente longe da disputa de um cinturão. Já Mousasi, que vem de três vitórias, todas sobre brasileiros (Thales Leites, Thiago Santos e Vitor Belfort), disse que espera por Anderson Silva na próxima luta.