22°
Máx
16°
Min

Fury desiste por problema físico e luta com Klitschko é novamente adiada

O esperado reencontro entre o britânico Tyson Fury e ucraniano Wladimir Klitschko na briga pelo título mundial dos pesos pesados no boxe foi adiado mais uma vez. Nesta sexta-feira, a assessoria de Fury anunciou que o combate marcado para o dia 29 de outubro foi cancelado por conta de um problema físico do atleta.

Em comunicado, a Hennessy Sports revelou que Fury "foi declarado medicamente impossibilidade de lutar" e que o evento programado para acontecer na cidade de Manchester "não terá prosseguimento".

"Especialistas médicos nos avisaram que a condição é muito grave para permitir que ele participe da revanche e que ele precisará de tratamento antes de voltar ao ringue. Tyson agora vai ser submetido imediatamente ao tratamento que precisa para ter uma recuperação completa", diz a nota.

A assessoria não deu maiores detalhes sobre a lesão de Fury, mas a tendência é que o problema seja no mesmo tornozelo que impediu a primeira revanche programada entre eles. Os dois deveriam se enfrentar no último dia 9 de julho, mas a contusão impediu o britânico de lutar.

Fury derrotou Klitschko na Alemanha, em novembro do ano passado, para ficar com os cinturões da Associação Mundial de Boxe, da Organização Mundial de Boxe e da Federação Internacional de Boxe. A Hennessy Sports garantiu que o boxeador estava "compreensivelmente devastado" pelo segundo adiamento.

Fury está invicto em sua carreira profissional, com 25 vitórias em 25 combates, sendo 18 por nocaute. Ele não luta justamente desde sua vitória sobre Klitschko por pontos, em uma das maiores zebras do boxe nos últimos tempos. Desde então, o britânico e o ucraniano vêm trocando provocações públicas através da imprensa.