23°
Máx
12°
Min

CBAt confirma convocação de Marilson, Solonei e mais 7 para a Olimpíada

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) oficializou nesta quarta-feira a convocação dos nove primeiros atletas da modalidade para os Jogos Olímpicos do Rio. São seis nomes da maratona e três da prova de 50km da marcha atlética masculina. Nas duas distâncias, o prazo para tomada de índices se esgotou no último domingo.

A lista não tem surpresas, uma vez que ela levou em consideração o ranking nacional das temporadas 2015 e 2016. Foram convocados os donos das três melhores marcas em cada uma das provas, ainda que Solonei, o terceiro mais rápido da maratona, estivesse garantido oficialmente porque cumpriu o requisito de ser Top 20 no Mundial do ano passado - terminou em 18.º.

No total, 20 maratonistas brasileiros obtiveram o índice olímpico, sendo 13 homens e sete mulheres. Uma delas, Sueli Pereira Silva, dona da quinta melhor marca no feminino, entretanto, está suspensa por doping.

Marilson Gomes dos Santos foi o primeiro a se garantir nos Jogos, há mais de um ano, quando completou a Maratona de Hamburgo em 2h11min00s. Paulo Roberto de Paula ficou dois anos sem completar uma maratona, voltou em Fukuoka (Japão), em dezembro, e se garantiu com a marca de 2h11min02s.

Já Solonei Rocha, da Orcampi/Campinas, fez o terceiro melhor tempo do ranking: 2min13s15 em Milão (Itália), no ano passado. Franck Caldeira, olímpico em Pequim e Londres, se aproximou bastante dessa marca em Hamburgo (Alemanha), em abril, com 2h13min17s, mas ficará como primeiro reserva.

Os três brasileiros chegam ao Rio-2016 com currículo expressivo. Paulo Roberto foi oitavo em Londres-2012 e sexto no Mundial de Moscou, em 2013, quando completou junto com Solonei. Marilson venceu duas vezes em Nova York (2006 e 2008) e terminou em quinto na última Olimpíada. Ele também participou dos Jogos de Pequim, quando não completou.

FEMININO - Entre as mulheres, Adriana Aparecida da Silva, bicampeã dos Jogos Pan-Americanos, sobrou. Ela, que já tinha a melhor marca de qualificação para o Rio-2016, correu a Maratona de Hamburgo em 2h31min23s para se garantir na Olimpíada.

A segunda vaga ficou com Marily dos Santos, que fez 2h37min25s em Sevilha, em 2015. Neste ano, na mesma prova, Graciete Moreira Carneiro Santana marcou 2h38min33s para ficar com o terceiro posto na Olimpíada. Cruz Nonata, outra forte candidata, só fez o índice no último, em Praga, mas o tempo de 2h41min09s a deixou apenas em sexta no ranking.

A primeira reserva, por sete segundos, é Rosângela Faria.

Essa é a segunda vez que o Brasil vai com três atletas na maratona feminina dos Jogos Olímpicos, repetindo Atlanta-1996. Em Londres, Adriana foi a única representante brasileira e terminou em 47.º. Marily competiu em Pequim, quando foi a 51.ª.

MARCHA - Já na marcha atlética, três brasileiros fizeram índice e todos foram convocados: Jonathan Riekmann (3h55min26s), Mário José dos Santos Junior (3h55min36s) e Caio Sena Bonfim (4min01s42). O feito é histórico, porque, até hoje, o Brasil só participou três vezes dessa prova: com Mario José em 2004 e 2008 e Sérgio Galdino em 2004.

Caio lidera o ranking nacional na marcha atlética 20km, fez o melhor tempo da carreira ao obter o oitavo lugar do Mundial, no sábado, em Roma (Itália), e deve ser convocado também para essa prova. No Rio-2016, os 20km serão no segundo sábado de competições e os 50km no terceiro e último.

Nas demais provas do calendário olímpico, as marcas mínimas começaram a ser reconhecidas no dia 1.º de maio de 2015 e prosseguem até próximo dia 03 de julho, quando termina o Troféu Brasil de Atletismo, em São Bernardo do Campo (SP).

CONFIR A LISTA DE CONVOCADOS:

Maratona Masculina

Marilson Gomes dos Santos

Paulo Roberto de Almeida Paula

Solonei Rocha da Silva

Maratona Feminino

Adriana Aparecida da Silva

Marily dos Santos

Graciete Moreira Carneiro Santana

50 km marcha

Jonathan Riekmann

Mário José dos Santos Junior

Caio Oliveira de Sena Bonfim