22°
Máx
14°
Min

Com marca ruim, Fabiana Murer vence na Suíça; Marcio Teles faz índice olímpico

(Foto: Divulgação)  - Com marca ruim, Fabiana Murer vence na Suíça; Marcio Teles faz índice olímpico
(Foto: Divulgação)

Fabiana Murer segue sem impressionar neste início de temporada em ambiente aberto. No sábado, ela participou do Meeting de Genebra, na Suíça, e venceu no salto com vara com a marca de 4,40m. A prova teve baixo nível técnico, com a segunda colocada saltando apenas 3,90m.

Por enquanto, Murer é apenas a nona colocada no ranking mundial, tendo saltado 4,70m na etapa de Birmingham (Grã-Bretanha) da Diamond League. Ela ainda marcou 4,63m em uma competição amistosa no Rio, em fevereiro, e 4,60m no evento-teste do atletismo, também no Rio, há um mês.

A liderança do ranking mundial é da grega Ekaterini Stefanídi, que já saltou 4,86m este ano. Também têm bons resultados a cubana Yarisley Silva (4,84m) e as norte-americanas Sandi Morris (4,83m) e Jennifer Suhr (4,82m).

Nos últimos dois anos, apenas seis saltos foram de 4,82m para cima, sendo três de Silva (4,91m, 4,90m e 4,85m), um de Murer (4,80m), um de Suhr (4,82m) e um da grega Nikoleta Kyriakopoulou. Em medos de dois meses de temporada, já são quatro em 2016. São cinco atleta que já saltaram de 4,80m para cima, contra quatro em 2015 inteiro, uma em 2014 e três em 2013.

MAIS ÍNDICE - O grande resultado do Brasil em Genebra veio com Marcio Teles, de apenas 22 anos, segundo colocado nos 400m com barreiras. A marca de 49s09 o qualificou para os Jogos Olímpicos do Rio, uma vez que o índice necessário é 49s40.

Ele é o terceiro brasileiro com índice na prova, uma vez que Mahau Suguimati fez o índice há um mês (49s26) e Henderson Estefani atingiu a marca no ano passado (49s40). Por enquanto, os três iriam à Olimpíada.

Mas Mikael Jesus, de apenas 18 anos, já correu a prova em 49s62 este ano e tem condições de também conseguir o índice até 3 de julho, data limite. Se isso acontecer, aí vão ao Rio-2016 o campeão do Troféu Brasil, que vai acontecer no último fim de semana do mês, de 30 de junho a 3 de julho, mais os dois primeiros do ranking nacional de 2016. Por enquanto, Marcio e Mahau.

Muitos brasileiros tentaram índice em Genebra, no sábado. Jorge Henrique Vides marcou 10s26 nos 100m (precisava de 10s13), enquanto que, na prova feminina, Vitória Cristina Rosa fez 11s79 (o índice é 11s32). O revezamento masculino marcou 38s99, distante do 38s63 do Mundial de Revezamentos do ano passado.