21°
Máx
17°
Min

Franck Caldeira é 10º na Maratona de Hamburgo e fica fora da Olimpíada

O mineiro Frank Caldeira, campeão da São Silvestre de 2006 e da maratona dos Jogos Pan-Americanos, em 2007, está fora dos Jogos Olímpicos do Rio. Ele ratificou o índice neste domingo, ao ficar no 10.º lugar da Maratona de Hamburgo, na Alemanha, mas não conseguir entrar no Top 3 do ranking brasileiro.

Franck completou a prova em 2h13min17 e assumiu o quarto lugar do ranking nacional das temporadas 2015 e 2016. Mas os Jogos só aceitam três atletas por país na maratona e o prazo para obtenção de índice nessa prova se encerra no começo de maio. Não há tempo hábil para Franck completar outra maratona.

Então quinto colocado do ranking nacional, Valerio de Souza Fabiano também correu em Hamburgo e desistiu entre o 25.º e 30.º quilômetros. Rafael Novais (2h18min03) e Francisco Ivan da Silva (2h18min52s) correram abaixo do índice olímpico (2h19min cravados), mas são só o 10.º e 14.º do ranking nacional, respectivamente. Ubiratan José dos Santos estava inscrito, mas não competiu.

Os resultados de Hamburgo praticamente garantem Marilson Gomes dos Santos (2h11min00s) e Paulo Roberto de Paula (2h11min02) nos Jogos Olímpicos do Rio - Solonei Rocha da Silva, que tem 2h13min15s, já está convocado por ter sido Top 20 no Mundial do ano passado. O resultado de Franck, dois segundos acima da marca de Solonei, aliás, evitou que a convocação acabasse sendo contestada na Justiça.

Todos os brasileiros que já demonstraram condição de correr uma maratona na casa de 2h10min não competem mais até o fim do prazo de qualificação. As últimas esperanças eram Franck e Giovani dos Santos, que correu a maratona de Milão há 15 dias, em 2h14min41s, - seu recorde pessoal.

NA OLIMPÍADA - Ouro no Pan de Toronto, Adriana Aparecida da Silva já pode comemorar presença nos Jogos do Rio. Ela ficou no oitavo lugar em Hamburgo, com o tempo de 2h31min23s, e melhorou muito seu índice - tinha 2h35min28s da Maratona de Nagoya, no Japão, no ano passado.

Em segundo lugar no ranking nacional está Marily dos Santos (2h37min25s), seguida de Graciete Moreira (2h38min33). A quarta do ranking, Rosângela Faria, correu em Montevidéu, no Uruguai, na semana passada. A quinta, Sueli Pereira, está suspensa por doping. A sexta - e última com índice - é Roselaine de Souza Benites, que não melhorou sua marca em Hamburgo. Ficou em 18.º, com 2h44min00s.

Adriana só não vai à Olimpíada se, nos próximos dois finais de semana, três atletas alcançarem marcas melhores que a dela. Mas, nos últimos 10 anos, nenhuma outra brasileira, a não ser Adriana, correu abaixo de 2h31min.