24°
Máx
17°
Min

Marilson, Paulo Roberto e Solonei correrão a maratona no Rio-2016

(Foto: Divulgação)  - Marilson, Paulo Roberto e Solonei correrão a maratona no Rio-2016
(Foto: Divulgação)

Marilson Gomes dos Santos, Paulo Roberto de Paula e Solonei Rocha da Silva serão os representantes do Brasil na maratona dos Jogos Olímpicos do Rio. O período de classificação se encerrou neste domingo com a Maratona de Praga, na República Checa, onde Vagner Noronha completou em décimo, atrás de oito quenianos e um rival da Eritreia, mas com uma marca alta para a Olimpíada: 2h18min45s. Em Genebra (Suíça), na outra maratona internacional deste domingo, nenhum brasileiro chegou no pelotão de elite.

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) utilizou os mesmos critérios adotados pela Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF), aceitando os resultados obtidos entre 1.º de janeiro de 2015 e 8 de maio de 2016 - este domingo. A única alteração, polêmica, foi a garantia da vaga olímpica aos maratonistas que ficassem entre os 20 primeiros do Mundial do ano passado. Solonei terminou em 18.º e se garantiu nos Jogos.

Ainda que não houvesse esse dispositivo, os três classificados seriam os mesmos. Solonei, da Orcampi/Campinas, fez o terceiro melhor tempo do ranking: 2min13s15 em Milão (Itália), no ano passado. Franck Caldeira se aproximou bastante dessa marca em Hamburgo (Alemanha), em abril, com 2h13min17s, mas ficará como primeiro reserva. Tem índice, mas só será convocado em caso de lesão dos três primeiros do ranking.

Marilson foi o primeiro a se garantir nos Jogos, há mais de um ano, quando completou a Maratona de Hamburgo em 2h11min00s. Pelo histórico dos demais brasileiros, só uma grande surpresa deixaria o veterano de 38 anos, da BM&F Bovespa, fora do Rio-2016. Tanto que ele não se preocupou em baixar a marca.

Paulo Roberto de Paula ficou dois anos sem completar uma maratona, voltou em Fukuoka (Japão), em dezembro, e se garantiu com a marca de 2h11min02s - a apenas dois segundos do melhor resultado de Marilson. Em abril, correu em Viena (Áustria), em 2min13s58.

Os três brasileiros chegam ao Rio-2016 com currículo expressivo. Paulo Roberto foi oitavo em Londres-2012 e sexto no Mundial de Moscou, em 2013, quando completou junto com Solonei. Marilson venceu duas vezes em Nova York (2006 e 2008) e terminou em quinto na última Olimpíada.

Outros dez brasileiros, além dos três, fizeram índice. A prioridade de convocação, como reserva, é de Franck Caldeira, seguido de Giovani dos Santos (2h14min41) e Valério Fabiano (2h15min14s). Vagner, pelo que fez em Praga, é o penúltimo da lista.

FEMININO - Entre as mulheres, Adriana Aparecida da Silva, bicampeã dos Jogos Pan-Americanos, sobrou. Ela, que já tinha a melhor marca de qualificação para o Rio-2016, correu a Maratona de Hamburgo em 2h31min23s para se garantir na Olimpíada.

A segunda vaga ficou com Marily dos Santos, que fez 2h37min25s em Sevilha, em 2015. Neste ano, na mesma prova, Graciete Moreira Carneiro Santana marcou 2h38min33s para ficar com o terceiro posto na Olimpíada. Cruz Nonata, outra forte candidata, só fez o índice neste domingo, em Praga, onde foi 11.ª colocada. Mas o tempo de 2h41min09s a deixou apenas em sexta no ranking.

A primeira reserva, por sete segundos, é Rosângela Faria. Sueli Pereira Silva seria a segunda reserva, mas está suspensa por doping - a vaga, então, é de Cruz Nonata. A outra atleta com índice é Roselaine de Sousa Ramos Benites.