22°
Máx
16°
Min

Queniano é bicampeão da Maratona de Londres, mas perde recorde mundial por 8s

O queniano Eliud Kipchoge desperdiçou uma chance incrível neste domingo. Exibindo forte ritmo ao longo de toda a Maratona de Londres, o atual campeão perdeu a chance de bater o recorde mundial ao reduzir o ritmo nos 12 quilômetros finais. Ele cruzou a linha de chegada apenas oito segundos acima da grande marca. Como consolo, comemorou o bicampeonato da prova.

"Eu percebi que estava correndo na marca do recorde mundial durante os 30 quilômetros, mas entre o 30º e o 40º quilômetro eu perdi uns 20 segundos", lamentou o Kipchoge, que completou os 42 quilômetros e 195 metros em 2h03min05s - o recorde é de 2h02min57s, de 2014, e pertence ao seu compatriota Dennis Kimetto. "O recorde pode ficar para a próxima. Estou feliz por ter corrido no ritmo do recorde."

Mesmo sem recorde, Kipchoge pode valorizar sua vitória em razão do alto nível apresentado pela prova. Alguns dos melhores maratonistas da atualidade estavam na disputa. A começar por Girmay Ghebreslassie, atual campeão mundial da prova. O corredor da Eritreia foi o quarto colocado, com o tempo de 2h07min46s.

O próprio Dennis Kimetto, atual recordista mundial, estava na disputa. E não passou do 9º lugar, com 2h11min44s. O também queniano Wilson Kipsang, que tinha a marca mundial até ser superado por Kimetto, foi o quinto colocado, com 2h07min52s.

Outro destaque foi o etíope Kenenisa Bekele, atual recordista mundial das provas de 5.000 e 10.000 metros. Dono de quatro medalhas olímpicas, sendo três delas de ouro, ele ficou em terceiro lugar neste domingo, com o tempo de 2h06min36s. O segundo posto foi obtido pelo queniano Stanley Biwott, dono de vitórias nas Maratonas de Paris e Nova York, com 2h03min51s.

No feminino, a queniana Jemima Sumgong, de 31 anos, surpreendeu ao chegar em primeiro lugar neste domingo. Ela faturou sua primeira grande vitória entre as principais maratonas do mundo mesmo depois de sofrer uma queda quando faltavam apenas seis quilômetros para encerrar a prova.

Ela completou a maratona londrina com a marca de 2h22min58s, superando a atual campeã, a etíope Tigist Tufa, que ficou em segundo lugar, com 2h23min03s. A queniana Florence Kiplagat cruzou a linha de chegada em terceiro, com 2h23min39s.