27°
Máx
13°
Min

Bottas supera Hamilton e coloca Williams no topo dos testes da F1 pela 1ª vez

(Foto: Studio Colombo/ Pirelli) - Bottas supera Hamilton e coloca Williams no topo dos testes da F1 pela 1ª vez
(Foto: Studio Colombo/ Pirelli)

O finlandês Valtteri Bottas superou o tricampeão Lewis Hamilton nesta quarta-feira, em Barcelona, e colocou a Williams no topo dos testes coletivos pela primeira vez nesta pré-temporada da Fórmula 1. O dinamarquês Kevin Magnussen, da Renault, o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, e o inglês Jenson Button, da McLaren, fecharam o Top 5 deste segundo dia da segunda e última bateria de testes antes do início do campeonato.

Bottas anotou o tempo de 1min23s261 no período da tarde. O piloto da Mercedes foi o mais veloz pela manhã, com 1min23s622. Os dois pilotos, contudo, usaram pneus diferentes em suas voltas mais rápidas. Bottas contava com os supermacios, geralmente mais velozes que os macios utilizados pelo rival inglês.

Maior destaque dos testes realizados até agora, a Mercedes deu sequência nesta quarta a sua busca por uma grande quilometragem. Hamilton e o alemão Nico Rosberg, que testou à tarde, completaram juntos 164 voltas. Deixaram para trás, assim, a Williams, com os 108 giros de Bottas. A Mercedes só foi superada em quilometragem pela Toro Rosso do espanhol Carlos Sainz Jr, responsável por atingir 166 voltas.

Mais veloz na terça, Nico Rosberg foi apenas o nono nesta quarta-feira, sem passar do 1min26s298. O piloto alemão deu maior atenção aos pneus médios, concentrando-se em simulações de corrida. Mostrou mais uma vez a consistência da Mercedes, que ainda não sofreu com maiores contratempos nestas duas baterias de testes da F1.

Uma das surpresas desta quarta foi Kevin Magnussen. O dinamarquês levou a Renault (ex-Lotus) ao terceiro lugar na tabela de tempos, com 1min23s933, com pneus supermacios. Como os rivais, ele também deu maior atenção à quilometragem para avaliar a confiabilidade do carro. Ao todo, completou 126 voltas no traçado de Barcelona.

O alemão Sebastian Vettel registrou o quarto melhor tempo, com 1min24s611. O piloto da Ferrari marcou 151 voltas no circuito, sendo seguido por Jenson Button. O inglês manteve o bom rendimento obtido por Fernando Alonso. O espanhol foi o terceiro mais veloz na terça. Nesta quarta, Button foi o quinto, com 1min25s183.

O inglês, que enfrentou ligeiro problema de suspensão pela manhã, foi ainda mais consistente que o companheiro espanhol no quesito quilometragem. Deu 121 voltas no circuito, contra 93 de Alonso na terça, comprovando o crescimento gradual da McLaren, que no ano passado sofreu com diversos problemas mecânicos e no motor Honda.

O australiano Daniel Ricciardo foi o sexto mais rápido desta quarta. O piloto da Red Bull registrou 1min25s235. Apesar do foco nos trabalhos de pitstop, Ricciardo obteve 135 voltas. O sétimo mais veloz do dia foi Carlos Sainz Jr, com 1min25s300. Logo atrás veio o mexicano Sergio Pérez, da Force India, com 1min25s593.

Com participações mais discretas no teste desta quarta, o alemão Pascal Wehrlein, da Manor, e o sueco Marcus Ericsson, da Sauber, registraram o 10º e o 11º tempos, respectivamente, com 1min27s064 e 1min27s487. Companheiro de Felipe Nasr, Ericsson registrou somente a metade das voltas do brasileiro, na terça: 55 contra 103 de Nasr.

Já a equipe Haas, a novata da categoria, enfrentou problemas nesta quarta. Uma falha no sistema de combustível praticamente cancelou o teste do mexicano Esteban Gutiérrez. Ele deu apenas uma volta no traçado e nem chegou a registrar tempo.