24°
Máx
17°
Min

Cacá e Barrichello vencem em Cascavel, mas Fraga dispara na liderança da Stock Car

(Foto: Fernanda Freixosa/Vicar) - Cacá e Barrichello vencem em Cascavel, mas Fraga é líder na Stock Car
(Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)

Quando rodou no treino classificatório e se viu obrigado a largar na 27.ª posição da primeira corrida da etapa de Cascavel da Stock Car, Felipe Fraga viu sua liderança da temporada ameaçada. No entanto, após as duas provas deste domingo, o piloto abriu de dez para 21 pontos a vantagem em relação ao companheiro de equipe Marcos Gomes.

As duas corridas deste domingo foram marcadas pela emoção, com disputas acirradas e ultrapassagens emocionantes. Cacá Bueno saiu com a vitória na primeira e Rubens Barrichello conquistou a segunda por uma diferença mínima. Fraga conquistou um oitavo e um nono lugar.

Com os resultados deste domingo, Fraga foi a 133 pontos na ponta da Stock Car, seguido por Gomes (112), Cacá (101), Daniel Serra e Valdeno Brito (100) e Barrichello (99). A próxima etapa do campeonato será a Corrida do Milhão, apenas em 11 de setembro, em Interlagos.

PROVA 1 - Saindo da pole, Cacá manteve a posição após a largada e se viu ameaçado pelo surpreendente salto de Ricardo Zonta da sexta para a segunda posição. Vitor Gentz e Diego Nunes vinham logo em seguida. Já Barrichello caiu de quinto para o 24.º lugar.

Em uma feroz perseguição aos ponteiros, Marcos Gomes conseguiu assumir o terceiro lugar na nona volta. À esta altura, seu companheiro de equipe Felipe Fraga já havia escalado da 27.ª para a 11.ª colocação.

Gomes conseguiu chegar em Zonta na 17.ª volta e fez a ultrapassagem, ainda tentou alcançar Cacá na mesma manobra, mas ainda não conseguiu. Este foi o começo de uma intensa briga entre os dois, que teve a primeira troca de posição na volta 25. Três giros depois, o piloto da Red Bull fez uma bela ultrapassagem e retomou a ponta, mas levou o troco em seguida.

A luta permaneceu intensa até a volta 31, quando Gomes retirou o carro aos boxes com um problema na suspensão e deixou o caminho livre para Cacá Bueno ficar com a vitória. Além disso, viu Fraga completar a corrida em oitavo e abrir vantagem no campeonato. Ricardo Zonta cruzou a linha de chegada em segundo e Diego Nunes completou o pódio.

PROVA 2 - Com o grid definido pela inversão dos dez primeiros colocados da corrida anterior, Daniel Serra foi o pole position da segunda prova, seguido por Sergio Jimenez e Felipe Fraga, mas nenhum dos pilotos havia ido aos boxes. Por outro lado, Thiago Camilo, Rubens Barrichello e Allam Khodair tinham a vantagem de não terem parado ainda na prova.

Dentre os que precisavam ir aos boxes, Jimenez atrasou a parada até a sétima volta, enquanto Camilo, Khodair, Barrichello e Lapenna vinham cientes de que ganhariam uma posição logo. Mas a emoção estava guardada para os momentos finais da prova.

Após Camilo abrir uma distância confortável na frente, Khodair e Barrichello vinham próximos, mas em uma disputa de cavalheiros, já que são companheiros de equipe.

Pouco depois, Marcos Gomes conseguiu ultrapassar Rubinho e embolou o pelotão. No entanto, a três voltas do final, em uma disputa por posição, Barrichello tocou o carro de Gomes, que rodou e se recuperou a tempo de voltar à pista no sexto lugar.

A última volta começou com um pódio que parecia definido, porém Thiago Camilo sofreu uma pane e abandonou, vendo uma vitória certa escapar pelos dedos. Khodair ficou com o primeiro lugar, mas nos metros finais viu Barrichello dar o bote certeiro na reta de chegada e conquistar a vitória com 0s061 de vantagem. Julio Campos completou o pódio e Marcos Gomes ainda conseguiu chegar em quarto.