20°
Máx
14°
Min

Com recorde da pista, Rosberg supera Hamilton e lidera 1º treino livre na Áustria

Líder isolado do Mundial de Fórmula 1, Nico Rosberg começou na frente os trabalhos de pista do GP da Áustria, que será disputado neste domingo. O piloto alemão liderou a primeira sessão de treinos livres no circuito de Spielberg ao cravar o tempo de 1min07s373 na sua melhor volta, neste sexta-feira, superando com folga o seu companheiro de Mercedes, o inglês Lewis Hamilton, que ficou em segundo lugar com 1min07s730.

Vencedor das duas últimas edições desta prova e rodando com os pneus ultramacios fornecidos pela Pirelli, Rosberg "voou baixo", pois cravou o novo recorde da pista austríaca como uma marca que foi mais de um segundo mais rápida do que a obtida no ano passado para assegurar a pole da mesma corrida, que foi de 1min08s455.

Rosberg e Hamilton, por sinal, andaram muito à frente do resto dos pilotos que foram para a pista neste primeiro treino livre em Spielberg. Terceiro colocado, o alemão Sebastian Vettel conquistou o terceiro lugar com um tempo quase 0s7 mais veloz do que o de compatriota da Mercedes ao percorrer a sua melhor volta pela Ferrari em 1min08s022.

A troca do asfalto do circuito austríaco, que ainda contou com a alteração de algumas zebras em seu traçado, possibilitaram que os pilotos andassem bem mais rápido do que no ano passado já neste primeiro treino livre. Até mesmo o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, quarto colocado com os tempo de 1min08s222, se mostrou mais veloz do que foi Rosberg na sessão qualificatória para o grid no ano passado.

Já a quinta colocação foi conquistada pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, que cronometrou 1min08s528. Ele ficou logo à frente do espanhol Carlos Sainz Jr., que acaba de renovar seu contrato com a Toro Rosso para a temporada de 2017 e voltou a mostrar força ao conquistar a sexta posição com a marca de 1min08s803.

MASSA EM 7º - Amargando uma temporada ruim pela Williams até aqui, Felipe Massa, que foi para o novo asfalto de Spielberg com pneus supermacios, começou os treinos na Áustria andando no grupo dos primeiros colocados e fechou esta sessão livre em sétimo lugar, com 1min08s824. Assim, ele ficou à frente do seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, que fechou o grupo dos dez primeiros ao cravar 1min08s998 na sua melhor volta.

O holandês Max Verstappen, da Red Bull (1min08s962) e o russo Daniil Kvyat, da Toro Rosso (1min08s990), garantiram respectivamente a oitava e a nona colocações. Para Verstappen, porém, não houve muitos motivos para comemorar seu lugar no Top 10, pois ele acabou quebrando a suspensão dianteira do seu carro ao passar por uma zebra mais alta na curva 6 do circuito austríaco. Após a quebra, o monoposto foi parar na brita e de lá não teve como sair.

O brasileiro Felipe Nasr, por sua vez, segue sofrendo muito com as limitações de sua Sauber e fechou este primeiro treino na 20ª e antepenúltima posição, com o lento tempo de 1min10s314, que foi quase três segundos mais lento do que o de Rosberg.

Nasr, entretanto, usou um motor velho já visando não estourar a cota de unidades de potência permitidas pelo regulamento da F1. Isso dificultou ainda mais sua vida e assim ele só ficou à frente do indonésio Rio Haryanto, penúltimo com a Manor, e do mexicano Alfonso Celis, pilotos de testes da Force India, que substituiu o mexicano Sergio Pérez na primeira sessão e acabou terminando em último.

O segundo treino livre do GP da Áustria será disputado a partir das 9 horas (de Brasília) desta sexta, mesmo horário da sessão qualificatória para o grid neste sábado e da corrida no domingo, quando será realizada a nona etapa deste Mundial. Líder do campeonato, Rosberg tem 141 pontos, contra 117 do vice-líder Hamilton.