26°
Máx
19°
Min

Conselho aprova e F1 adotará novo formato de eliminação nos treinos este ano

(Foto: Foto Studio Colombo / Pirelli) - Conselho aprova e F1 adotará novo formato de eliminação nos treinos este ano
(Foto: Foto Studio Colombo / Pirelli)

A Fórmula 1 adotará um novo sistema nos treinos de classificação nas provas da temporada 2016, com os pilotos mais lentos sendo eliminados de forma gradual, com poucos minutos em cada fase da sessão. Nesta sexta-feira, o Conselho Mundial de Automobilismo da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aprovou a proposta e deu sinal verde para que seja implementada já este ano.

O novo sistema já havia sido aprovado pelos membros do Grupo de Estratégia da Fórmula 1 na semana passada. Restava, então, uma nova análise e votação pelo Conselho Mundial de Automobilismo da FIA. O órgão definiu positivamente e as alterações serão implantadas já no GP da Austrália, a primeira etapa do Mundial, no dia 20 de março.

O treino seguirá dividido em três partes. A primeira, o Q1, terá 16 minutos de duração. Com sete, o piloto mais lento é eliminado. Depois disso, a cada 1 minuto e meio, um piloto mais lento deixa a disputa, totalizando sete fora. Assim, 15 progredirão para a segunda etapa.

No Q2, com 15 minutos de duração, o mais lento é eliminado aos seis minutos. Depois disso, novamente a cada um minuto e meio, um competidor deixa a disputa. Serão, então, sete eliminados, com oito avançando ao Q3.

A terceira e decisiva etapa terá 14 minutos, com o mais lento sendo eliminado com cinco minutos. A partir daí, um piloto deixa a disputa a cada 1 minuto e meio. Nos 90 segundos finais, então, a disputa se resumirá a dois competidores na luta pela pole position.

Além disso, em uma tentativa de aumentar a interação com o público, será criado o prêmio "Piloto do Dia". Os torcedores votarão pela internet aquele que será considerado o destaque da prova, que receberá uma premiação ao fim do GP.