22°
Máx
16°
Min

Mercedes domina novo formato de treinos e Hamilton sai na pole

A temporada 2016 da Fórmula 1 começou com uma novidade, neste sábado, em Melbourne, na Austrália. O treino de classificação segue dividido em três partes, mas agora o carro mais lento é eliminado a cada 1min30s. As mudanças foram só no formato, porque o resultado foi o mesmo de sempre: as Mercedes andando mais rápido.

O britânico Lewis Hamilton fez a primeira pole position da temporada, sua 50.ª na carreira, e vai largar na frente no GP da Austrália, às 2h deste domingo, pelo horário de Brasília. O atual bicampeão da F1 dominou todo o treino e fez sua volta mais rápida no Q3 em 1min23s837. Colocou boa vantagem inclusive sobre Nico Rosberg, seu companheiro de equipe, que larga em segundo e fechou o treino com uma volta de 1min24s197 como sua mais rápida.

Num indício muito claro do que deve ser este início de temporada, a Ferrari ocupará a segunda fila completa do grid de largada, com Sebastian Vettel (1min24s675) e Kimi Raikkonen (1min25s033).

O treino teve muito menos emoção do que o previsto e todos os primeiros colocados aceitaram a posição no grid, sendo eliminados com seus carros no box, sem voltar para a pista para uma volta de tudo ou nada. Rosberg e Hamilton ainda duelaram por um tempo, mas o alemão recolheu sua Mercedes cerca de dois minutos antes do fim do treino. O relógio rodou sem nenhum carro na pista.

Felipe Massa conseguiu levar a Williams para um bom sexto lugar do grid (1min25s438), sendo eliminado por pouco antes de Max Verstappen, o jovem holandês que colocou a Toro Rosso em quinto (1min25s434). O outro carro da Toro Rosso, de Carlos Sainz, sai em sétimo, num desempenho melhor do que da equipe-mãe, a Red Bull, que tem Daniel Ricciardo em oitavo e Daniil Kvyat em 18.º.

Felipe Nars sai só em 17.º, uma posição atrás do seu companheiro de equipe, o sueco Marcus Ericsson. À frente da Sauber apareceram ainda os dois carros da Force India (nono e 10.º), os dois da McLaren (12.º e 13.º), os dois da Renault (14.º e 15.º) e o outro carro da Williams, de Valteri Bottas, que sai em 11.º. Com cinco posições à frente, Massa foi um dos únicos a deixar seu companheiro bem para trás - o outro foi Ricciardo, da Red Bull.

Como esperado, os carros da Manor foram os primeiros a serem eliminados no treino, após 7 minutos de Q1. Pascal Wehrlein estreou o formato, mas quem larga em último é Rio Haryanto, punido por bater Romain Grosjean nos boxes no terceiro treino livre. Logo depois saíram os carros da Haas, equipe que estreia na F1 largando no 19.º e no 20.º lugares.

Confira como ficou o treino de largada do GP da Austrália:

1.º - Lewis Hamilton (GBR/Mercedes), 1min23s837

2.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min24s197

3.º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min24s675

4.º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min25s033

5.º - Max Verstappen (HOL/Toro Rosso), 1min25s434

6.º - Felipe Massa (BRA/Williams), 1min25s458

7.º - Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso), 1min25s582

8.º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min25s589

9.º - Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min25s753

10.º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min25s865

11.º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min25s961

12.º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), 1min26s125

13.º - Jenson Button (GBR/McLaren), 1min26s304

14.º - Jolyon Palmer (GBR/Renault), 1min27s601

15.º - Kevin Magnussen (DIN/Renault, 1min27s742

16.º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min27s435

17.º - Felipe Nasr (BRA/Sauber), 1min27s958

18.º - Daniil Kvyat (RUS/Red Bull), 1min28s006

19.º - Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min28s322

20.º - Esteban Gutiérrez (MEX/Haas), 1min29s606

21.º - Ryo Haryanto (IND/Manor), 1min29s627

22.º - Pascal Wehrlein (ALE/Manor), 1min29s642