27°
Máx
13°
Min

Froome mantém liderança e deve levar seu 3º título da Volta da França no domingo

Chris Froome é o virtual campeão da edição de 2016 da Volta da França. Neste sábado, o britânico manteve sua liderança intacta no último dia da escalada nos Alpes e agora está pronto para assegurar o seu terceiro título da principal prova de ciclismo do mundo nos últimos quatro anos.

O espanhol Jon Izagirre ganhou a penúltima etapa disputada sob chuva, atacando na escorregadia descida do Col de Joux em Morzine. Ele concluiu a 20ª etapa, com um percurso de 146,5 quilômetros entre Megève e Morzine-Avoriaz, em 4h06min45.

Froome, vencedor da Volta da França em 2013 e 2015, cruzou a linha de chegada a 4min18 do espanhol, na 20ª posição, e perdeu alguns segundos para os seus principais rivais.

Ainda assim, ele terminou o dia com uma vantagem de 4min05 sobre o francês Romain Bardet, o segundo colocado, com o colombiano Nairo Quintana em terceiro lugar, 4min21 atrás. Por isso, Froome soltou um leve sorriso quando chegou ao fim, com os seu companheiros de equipe o aplaudindo.

A Volta da França termina neste domingo, em Paris, com uma etapa de caráter festivo e cerimonial, que não costuma ter disputa por posições, sendo concluída na Champs-Elysées.

Froome usava bandagens em seu joelho e cotovelo direito depois de sofrer uma queda em uma descida escorregadia dia anterior. Ele, porém, nunca estava em dificuldades no estágio deste sábado, com seus companheiros da Sky o acompanhando em cada uma das descidas e subidas do dia. Na descida final, que tinha uma queda vertical de mais de 700 metros, Froome foi extremamente cuidadoso.

O colombiano Jarlinson Pantano terminou em segundo na etapa, 19 segundos atrás de Izagirre, enquanto o italiano Vincenzo Nibali, campeão da Volta da França em 2014, cruzou em terceiro, com uma desvantagem de 42 segundos. Todos os três primeiros fizeram parte de uma fuga precoce neste sábado.

Um minuto de silêncio foi realizado no início do estágio para lamentar as nove vítimas de disparos em um shopping de Munique, na última sexta-feira. Froome e os outros líderes da prova se juntaram ao alemão Andre Greipel na frente do pelotão de ciclistas, tiraram seus capacetes e ficaram em silêncio.

A disputa pelas principais camisetas não teve alterações nos seus detentores. O eslovaco Peter Sagan segue com verde (melhor velocista), o polonês Rafal Majka permanece com a branca de bolinhas vermelhas (melhor montanhista) e Yates é o detentor da branca (melhor jovem, até 25 anos). Já a espanhola Movistar continua na frente na disputa por equipes.

Neste domingo, então, Froome deverá se consagrar como campeão da Volta da França após o percurso de 113 quilômetros entre Chantilly e Paris.