23°
Máx
12°
Min

Hamilton crava a pole na Itália e Massa largará em 11º após anúncio do adeus

O inglês Lewis Hamilton confirmou o grande momento que vive na temporada 2016 da Fórmula 1 e cravou neste sábado a pole position para o GP da Itália de Fórmula 1. No tradicional Circuito de Monza, voltou a vencer a batalha interna com seu companheiro de Mercedes, o alemão Nico Rosberg, e largará na primeira colocação da prova deste domingo.

Esta foi a sétima pole de Hamilton em 14 etapas no ano. Já foram seis vitórias para o inglês, que conseguiu uma ótima arrancada depois de um início de ano complicado, ultrapassou Rosberg na classificação e hoje ocupa a ponta, com 232 pontos, nove à frente do alemão.

Na última prova, na Bélgica, Rosberg levou a melhor e subiu no lugar mais alto do pódio, mas Hamilton foi quem deixou a pista com o sabor da vitória. Isso porque largou na penúltima colocação e conseguiu uma inesperada terceira posição.

Neste sábado, o inglês voltou a mostrar que vive grande momento ao fazer o melhor tempo do dia, com 1min21s135, quase meio segundo à frente de Rosberg, que sairá em segundo depois de cravar 1min21s613.

Fora desta briga particular da Mercedes em que se transformou a temporada, a Ferrari foi a melhor equipe e ocupará a segunda fila no grid, um prêmio para a fanática torcida italiana que compareceu em peso ao Circuito de Monza. Sebastian Vettel será o terceiro, após cravar 1min21s972. Kimi Raikkonen sairá em quarto, com 1min22s065.

Dois dias depois de anunciar sua aposentadoria da Fórmula 1 ao fim da temporada, Felipe Massa decepcionou na Itália. No palco escolhido especialmente por ele para o anúncio do adeus, em homenagem ao ex-piloto Michael Schumacher, sofreu com problemas no carro e cravou somente a 11.ª posição, ficando inclusive fora do Q3. Felipe Nasr foi ainda pior, parou no Q1 e sairá somente em 18.º.

O TREINO - O Q1 já mostrou que o dia não seria mesmo dos brasileiros. Felipe Massa até conseguiu o 12.º tempo e avançou à fase seguinte, mas Felipe Nasr seguiu seu calvário nesta temporada da Fórmula 1 e ficou com a 18.ª posição. Um problema no motor foi o mais novo obstáculo para o piloto da Sauber.

Mas foi o Q2 que comprovou o péssimo sábado para os brasileiros. Tudo parecia transcorrer sem problemas, com Massa na décima colocação, até os últimos momentos do estágio. Sergio Pérez e Daniel Ricciardo iam ficando de fora, mas buscaram voltas rápidas em suas últimas aparições na pista. Com isso empurraram o piloto da Williams para 11o. O brasileiro também tentou se salvar na última volta, mas não fez o suficiente. Com isso, ficou fora do Q3 e selou sua posição no grid.

Fernando Alonso e Jenson Button, sofrendo com mais uma temporada fraca da McLaren, também pararam no Q2. O espanhol sairá na 12.ª colocação, enquanto o inglês foi um pouco pior e será somente o 15.º.

No Q3, nada de emoção. Hamilton rapidamente saltou na frente da classificação e viu Rosberg falhar nas tentativas de alcançá-lo. Com o cronômetro já zerado, o alemão ainda completou uma última volta, mas bem atrás de seu principal rival, que pôde comemorar mais uma pole na carreira.

Confira o grid de largada do GP da Itália:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min21s135

2º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min21s613

3º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min21s972

4º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min22s065

5º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min22s388

6º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min22s389

7º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min22s411

8º - Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min22s814

9º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min22s836

10º - Esteban Gutiérrez (MEX/Haas), 1min23s184

11º - Felipe Massa (BRA/Williams), 1min22s967

12º - Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min23s092

13º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), 1min23s273

14º - Pascal Wehrlein (ALE/Manor), 1min23s315

15º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min23s399

16º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), 1min23s496

17º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min23s825

18º - Felipe Nasr (BRA/Sauber), 1min23s956

19º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min24s087

20º - Jolyon Palmer (ING/Renault), 1min24s230

21º - Kevin Magnussen (DIN/Renault), 1min24s436

22º - Esteban Ocon (FRA/Manor), sem tempo*