26°
Máx
19°
Min

Hamilton dá troco em Rosberg e fecha sexta-feira em primeiro na Malásia

Foto: Studio Colombo/ Pirelli - Hamilton dá troco em Rosberg e fecha em primeiro na Malásia
Foto: Studio Colombo/ Pirelli

Na disputa pelo título mundial com Nico Rosberg, foi Lewis Hamilton quem se deu melhor no primeiro dia de atividades do GP da Malásia, a 16ª etapa das 21 previstas para a temporada, ao liderar o segundo treino livre no Circuito Internacional de Sepang, dando o troco no seu companheiro de equipe, e terminando a sexta-feira como o piloto mais rápido.

Rosberg havia superado Hamilton em todos os treinos da corrida anterior, o GP de Cingapura, e depois conquistou a terceira vitória consecutiva, o que o levou a recuperar a liderança do Mundial de Pilotos com uma vantagem de oito pontos. E o alemão começou melhor o fim de semana na Malásia ao ser o mais rápido da sessão inicial. Mas agora Hamilton respondeu em uma atividade realizada sob forte calor.

Na sua melhor volta, Hamilton registrou o tempo de 1min34s944 numa atividade em que a temperatura da pista chegou aos 58ºC. Assim, foi 0s233 mais rápido do que Rosberg, o segundo colocado. Após o treino, Hamilton avaliou a sexta-feira como "um bom dia, sem problemas para relatar".

"Há uma grande quantidade de dados para analisar esta noite para nos certificarmos de que temos uma boa compreensão dos pneus e da nossa posição em relação aos outros", disse Hamilton. "No geral, um bom alicerce para amanhã e o resto do fim de semana".

A maioria dos pilotos exibiu entusiasmo com as mudanças na pista, que inclusive a tornaram alguns segundos mais rápida do que no ano passado. Uma das principais alterações se deu na curva final, considerada o principal ponto de ultrapassagens e que deverá permitir a realização de várias no próximo domingo.

A mudança também significa que haverá muito pouca degradação dos pneus, tornando a realização de dois pit stops, ao invés de três, a estratégia ideal. "A nova superfície da pista é realmente agradável de pilotar", disse Rosberg. "Desafiante, mas com boa aderência".

Os pilotos da Ferrari vieram logo atrás da Mercedes, com Sebastian Vettel em terceiro lugar (1min35s605) e Kimi Raikkonen na quarta colocação (1min35s842), mas bastante distantes do tempo registrado por Hamilton. O holandês Max Verstappen, da Red Bull, ficou na quinta posição, enquanto o mexicano Sergio Pérez, da Force India, foi o sexto.

As voltas mais rápidas de Hamilton e Rosberg indicam que o treino de classificação deste sábado será novamente marcado pela disputa entre os dois pilotos da Mercedes pela pole position. No entanto, Ferrari e Red Bull estão entusiasmados com seu desempenho em trechos longos, que simulam o ritmo de corrida com o tanque cheio e os mesmos pneus por grande período.

Vettel, que venceu a corrida do ano passado em condições similarmente quentes, avaliou que as atletas temperaturas da pista podem ajudar a Ferrari na disputa com a Mercedes. "Historicamente, vamos bem quando está quente e hoje foi muito quente", disse Vettel. "Nosso ritmo não foi tão ruim como foi dito. Se for esse o nome do jogo, essas condições de calor nos convêm, então isso pode ser uma coisa boa".

Verstappen, em seu aniversário de 19 anos, reconheceu que a Red Bull não está tão competitiva para qualificação, mas será capaz de desafiar Mercedes em condições de corrida. "Senti que havia algum tempo de volta com os macios", disse Verstappen. "Mas eu fui mais feliz no trecho longo, parecia que eu poderia fazer o que quisesse com o carro, eu poderia jogá-lo nas curvas como eu queria e ainda conseguia manter o ritmo".

Fernando Alonso, na McLaren, foi o sétimo na tabela de tempos, mas vai largar do final do grid no domingo devido a sanções pela instalação de uma nova unidade de potência atualizada, que o espanhol usou nesta sexta-feira.

A relação dos dez primeiros colocados foi completada, em ordem, pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, pelo alemão Nico Hülkenberg, da Force India, e pelo inglês Jenson Button, da McLaren.

Já os brasileiros tiveram desempenho discreto. Felipe Massa ficou na 15ª posição, com 1min37s110, duas atrás do finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe na Williams. Felipe Nasr garantiu o 18º lugar, com 1min37s547, logo atrás do sueco Marcus Ericsson, o outro piloto da Sauber.

O segundo treino livre também ficou marcado pelo trabalho rápido realizado pela Renault, que conseguiu ajustar o carro de Kevin Magnussen, que sofreu um princípio de incêndio na primeira atividade. Ele fechou a atividade na 19ª colocação.

O treino de classificação para o GP da Malásia será realizado neste sábado, a partir das 6 horas (de Brasília). A corrida, marcada para domingo, tem início previsto para as 4h.