28°
Máx
17°
Min

Hamilton vence em Silverstone e reduz vantagem de Rosberg a 4 pontos

(Foto: Divulgação/Fórmula 1) - Hamilton vence em Silverstone e reduz vantagem de Rosberg a 4 pontos
(Foto: Divulgação/Fórmula 1)

Se nas cinco primeiras corridas do ano Lewis Hamilton não ganhou nenhuma, nas cinco seguintes o inglês conquistou quatro vitórias. Neste domingo, ele manteve o domínio apresentado ao longo de todo o fim de semana e venceu o GP da Inglaterra, em Silverstone, fazendo a festa dos seus compatriotas pelo terceiro ano seguido. A corrida no tradicional circuito foi marcada por uma chuva que obrigou a largada a acontecer com safety car na pista.

Nico Rosberg levou a melhor em uma disputa empolgante com Max Vestappen, cada vez mais adaptado à Fórmula 1, e chegou em segundo, com o holandês em terceiro. Na classificação geral, o placar agora é 171 a 167 em favor do alemão, que terminou a prova se segurando sem a sétima marcha. Como a Mercedes utilizou o rádio para comunicar esse problema, Rosberg ainda pode ser punido.

Esta foi a quarta vitória de Hamilton em Silverstone, repetindo as conquistas de 2008, 2014 e 2015. Assim, ele se iguala a Migel Mansell como britânico com mais vitórias em casa. Alain Prost e Jim Clark ganharam cinco vezes cada e são os recordistas gerais de vitórias no circuito.

Silverstone não costuma ser um bom palco para os brasileiros - Senna, por exemplo, só ganhou uma vez lá. Neste domingo, não foi diferente. Massa terminou em uma modesta 11.ª colocação, fora da zona de pontuação. Já Felipe Nasr ficou no 15.º lugar, o último entre os que terminaram a prova.

A CORRIDA - A chuva que pegou a todos de surpresa antes minutos antes da largada fez a direção da prova optar por um início com safety car na pista. Só na sexta volta é que a corrida começou de verdade.

Os ponteiros (Hamilton em primeiro, Rosberg em segundo e Vestappen em terceiro) demoraram a colocar os pneus intermediários, apostando em se manter na pista, já quase seca, com o pneu para chuva. Deram a sorte de Pascal Werhlein rodar, proporcionando bandeira amarela. Os três voltaram na ordem que estavam, na frente.

Com Hamilton na frente, a briga mais interessante era entre o alemão e o holandês. Vestappen chegou a ultrapassar Rosberg em manobra bonita, por fora, e só perdeu a posição na volta 38.

A briga entre eles deu a Hamilton inclusive uma margem de erro. O inglês chegou a escapar da pista, mas não foi ameaçado na liderança. No mesmo local, um pouco antes, Alonso já havia passado reto.

Massa chegou a correr boa parte da prova entre os 10 primeiros, mas errou na estratégia, fazendo uma terceira parada. Vettel chegou a ser punido por uma ultrapassagem sobre o brasileiro, terminando no nono lugar.

Confira a classificação final do GP da Inglaterra:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), em 1h34min55s831

2º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 6s9

3º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 8s2

4º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 26s2

5º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 69s7

6º - Sergio Perez (MEX/Force India), a 76s9

7º - Nico Hulkenberg Hülkenberg (ALE/Force India), a 77s7

8º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), a 85s8

9º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 91s6

10º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 92s6

11º - Felipe Massa (BRA/Williams), a 1 volta

12º - Jenson Button (ING/McLaren), a 1 volta

13º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), a 1 volta

14º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 1 volta

15º - Felipe Nasr (BRA/Sauber), a 1 volta

16º - Esteban Gutierrez (MEX/Haas), a 1 volta

17º - Kevin Magnussen (DIN/Renault), a 1 volta

Não completaram a prova:

Romain Grosjean (FRA/Haas)

Jolyon Palmer (ING/Renault)

Marcus Ericsson (SUE/Sauber)

Rio Haryanto (IND/Manor)