28°
Máx
17°
Min

Hamilton volta a liderar treino na Austrália e festeja 'dia produtivo' na F1

(Foto: Divulgação)  - Hamilton volta a liderar treino na Austrália e festeja 'dia produtivo' na F1
(Foto: Divulgação)

Depois de ter liderado o primeiro treino livre do GP da Austrália, encerrado no final da noite de quinta-feira (no horário de Brasília), Lewis Hamilton se manteve na frente na segunda sessão disputada na madrugada desta sexta no Circuito de Albert Park, em Melbourne, palco da primeira prova desta temporada da Fórmula 1, neste domingo.

O piloto inglês da Mercedes cravou o tempo de 1min38s841 para assegurar a ponta, superando com folga o alemão Nico Hülkenberg, que surpreendeu ao ficar na segunda posição pela Force India com a marca de 1min39s308. Já a terceira colocação foi obtida pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, que veio logo atrás com 1min39s486 em sua melhor volta.

Segundo colocado na segunda sessão livre, Hülkenberg já havia sido o quarto colocado no primeiro treino, que também teve como surpresa os carros da Red Bull, com o russo Daniil Kvyat e o australiano Daniel Ricciardo respectivamente em terceiro e quarto lugares.

Ricciardo, por sua vez, voltou a andar forte no segundo treino livre ao conquistar a quarta posição com o tempo de 1min39s535 em mais uma sessão realizada com clima instável em Melbourne, no qual a chuva marcou presença e Hamilton acabou assegurando a primeira posição ao aproveitar um momento em que a pista estava praticamente seca.

Já os brasileiros Felipe Massa, da Williams, e Felipe Nasr, da Sauber, sequer registraram voltas cronometradas neste segundo treino livre depois de suas equipes terem priorizado poupar os carros para a continuidade do final de semana. O mesmo ocorreu com o finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Massa na Williams, que também não figurou na tabela de tempos desta segunda sessão.

O alemão Nico Rosberg, por sua vez, decepcionou ao bater a sua Mercedes já no início do segundo treino livre. Ele perdeu o controle do modelo W07 Hybrid na saída da curva 8 e acertou a nova frente do monoposto no muro. Assim, ele danificou o bico do carro e ficou apenas em 15º lugar na sessão, na qual deu apenas quatro voltas na pista. O seu tempo, de 1min47s356, foi o pior entre os pilotos que fizeram voltas cronometradas nesta segunda sessão.

Já o tetracampeão mundial Sebastian Vettel, da Ferrari, também foi discreto neste segundo treino ao ficar na oitava posição, com 1min40s761 em sua melhor volta. Desta forma, ele foi superado também pelos espanhóis Carlos Sainz (Toro Rosso) e Fernando Alonso (McLaren), respectivos quinto e sexto colocados, e pelo britânico Jenson Button, sétimo pela McLaren. Atrás do alemão, o mexicano Sergio Pérez, da Force India, e o russo Daniil Kvyat, da Red Bull, fecharam o Top 10 desta sessão.

DIA CONSTRUTIVO - Tricampeão mundial e já mostrando que é o grande favorito a vencer o campeonato deste ano, Hamilton festejou nesta sexta-feira o que considerou um "dia construtivo" para a Mercedes nestes primeiros trabalhos de pista em Melbourne.

"O carro teve um ótimo desempenho e, embora não tenha conseguido completar um grande número de voltas, as duas sessões foram bem construtivas", ressaltou o inglês, para depois completar em entrevista coletiva: "Tive sorte em andar por algumas voltas com a pista seca, o que tornou possível ter uma ideia do acerto. No geral, eu posso dizer que estou realmente contente por estar de volta ao carro. Quando estava sentado na garagem (antes do início dos treinos livres), eu me senti um menino esperando para abrir o presente da Natal".

Após os dois primeiros treinos, a terceira sessão livre do GP da Austrália começa à meia-noite desta sexta, enquanto o treino qualificatório para o grid será às 3 horas (de Brasília) deste sábado. Já a corrida terá largada às 2 horas de domingo.