24°
Máx
17°
Min

Kvyat leva bronca do chefe da Red Bull e admite culpa por batidas em Vettel

O russo Daniil Kvyat foi a unanimidade do GP da Rússia de Fórmula 1, disputado neste domingo. Responsável pela batida que tirou Sebastian Vettel da prova, o piloto da Red Bull foi alvo de críticas por parte do piloto alemão da Ferrari, do companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo, e do chefe da Red Bull, Christian Horner.

A série de erros de Kvyat começou ao fim da primeira curva do traçado de Sochi. Ele atingiu a traseira de Vettel, que quase perdeu o controle de sua Ferrari. Na curva seguinte, voltou a atingir o carro do alemão que, desta vez, não segurou sua Ferrari e acabou na mureta de proteção.

Ao ver o fim de sua corrida, Vettel não escondeu a irritação. Proferiu seguidos palavrões enquanto saía do carro. Ao voltar aos boxes, foi até Horner, seu ex-chefe na Red Bull, para reclamar de Kvyat, com quem já entrara em atrito na etapa passada, na China.

"Eu sofri um forte toque, mas tive sorte de não girar. E aí levei outro toque e aí não pude evitar a mureta", lembrou o piloto alemão. "Estas coisas acontecem. Não havia nada que eu pudesse fazer. Se alguém precisa falar sobre isso, acho que é ele Kvyat", disse Vettel.

O piloto da casa não se esquivou dos jornalistas e admitiu os erros. Kvyat explicou que perdeu o ponto da freada na primeira curva. "Eu tentei frear, mas os pneus travaram e assim aconteceu o primeiro toque. No segundo, ele Vettel reduziu muito a velocidade e eu não pude ver à frente. Não consegui reagir a tempo", justificou.

Como consequência, Kvyat tirou Vettel da corrida e ainda causou um toque indireto no companheiro Daniel Ricciardo, atingido pelo alemão. "Toda essa bagunça foi causada por mim. Claro que não me sinto bem com isso. Mas estas coisas acontecem. Foi possivelmente a pior largada da minha carreira. Vou aprender com isso e pedir desculpas a todos os envolvidos", afirmou o russo.

As desculpas, contudo, não convenceram o chefe da Red Bull. Para Christian Horner, os erros de Kvyat "ferraram" com toda a corrida da equipe. "Ele errou na primeira curva e acertou Sebastian, que atingiu Daniel. Do ponto de vista do time, isso ferrou com toda a nossa corrida porque poderíamos ter somado pontos hoje", reclamou Horner.

Mesmo atingido no início da corrida, Ricciardo terminou a prova em 11º lugar. Já Kvyat, que corria com o apoio da torcida, sofreu punições durante a prova e não passou do 15º lugar.