22°
Máx
14°
Min

Na pole, Hamilton faz elogios ao carro e Rosberg mantém confiança em vitória

A Mercedes protagonizou mais uma dobradinha em treino classificatório na temporada da Fórmula 1. No Circuito de Sepang, que receberá o GP da Malásia no domingo, o inglês Lewis Hamilton foi o maior destaque da vez, ao cravar a pole position com um dos melhores tempos da história do traçado.

Com 1min32s850, marcou a melhor pole position do circuito, superando marca do alemão Michael Schumacher, de 1min33s074, obtido em 2004. Hamilton só ficou atrás do 1min32s582 registrado pelo espanhol Fernando Alonso no Q1 do treino classificatório da temporada 2005.

Ao fim da sessão que definiu o grid na Malásia, Hamilton não poupou elogios ao carro da Mercedes. "O carro estava fantástico hoje. Eu aproveitei cada volta do traçado", comentou o inglês, que parece recobrar a confiança após decepcionar na corrida passada, em Cingapura.

Naquela prova, Hamilton foi superado por Rosberg. Além da vitória, o alemão levou também a liderança do Mundial de Pilotos. Para evitar que o companheiro de equipe abra vantagem no campeonato, Hamilton iniciou a reação na sexta, ao dominar o segundo treino livre. Ele repetiu a dose na terceira sessão, no início deste sábado, e cravou a pole em seguida.

"Acho que nada vai nos parar amanhã domingo. Como equipe, temos um grande ritmo e, a comparar com as últimas corridas, fizemos boas largadas e continuamos a trabalhar duro nisso", disse Hamilton, ao minimizar qualquer preocupação com sua largada, que vem sendo um dos seus pontos fracos nesta segunda metade do campeonato.

Rosberg, por sua vez, não escondeu a decepção pelo segundo lugar no grid. O alemão contava com a pole para buscar mais uma vitória, o que lhe daria grande vantagem no campeonato. "Claro que eu estava ansioso pela pole. Poderia ter ficado muito perto, mas cometi um erro na última curva", lamentou o líder do Mundial.

O alemão, contudo, não descartou suas chances de vitória em Sepang. "No momento, terei que conviver com este segundo lugar no grid. Mas isso não significa que a vitória não será possível amanhã. Ainda estou otimista", garantiu o piloto da Mercedes. Rosberg lidera o campeonato por apenas oito pontos de vantagem. Tem 273 contra 265 de Hamilton.