22°
Máx
14°
Min

Rosberg admite 'corrida mais fácil' por problemas de rivais na Rússia

Nico Rosberg deixou o Circuito de Sochi sem motivos para reclamar, neste sábado. O alemão da Mercedes faturou a pole position do GP da Rússia e ainda contou com ajuda do acaso para não ser ameaçado pelos principais concorrentes, o inglês Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe, e o compatriota Sebastian Vettel, da Ferrari.

Hamilton sofreu com problemas no sistema de recuperação da sua unidade de potência e nem chegou a ir para a pista no Q3 do treino classificatório. Como consequência, terá que largar em 10º - na etapa anterior, saiu em último por problema semelhante. Já Vettel foi o segundo mais rápido, mas só largará em 7º por conta de punição sofrida por trocar a caixa de câmbio.

Diante destes contratempos dos rivais, Rosberg admitiu que terá uma vida mais tranquila na corrida deste domingo. "Eu estava focado no meu desempenho e foi tudo ótimo. Os outros, com certeza, foram muito infelizes hoje, e isso vai tornar minha corrida um pouco mais fácil amanhã. Mas uma corrida da Fórmula 1 nunca é fácil", ressaltou.

"Os meus rivais vão estar lá, então terei que me manter focado para realizar bem meu trabalho. Não tenho pensado muito sobre amanhã. Mas, pelo jeito como ficou o grid, vai me ajudar muito na corrida, com certeza", reconheceu o alemão, que venceu as três corridas disputadas neste ano e é o líder disparado do Mundial de Pilotos.