22°
Máx
16°
Min

Rosberg celebra vitória 'no limite' e diz que tenta não pensar na classificação

O alemão Nico Rosberg conseguiu uma importante vitória neste domingo, que lhe devolveu a liderança do Mundial de Fórmula 1. No GP de Cingapura, o piloto da Mercedes foi o primeiro colocado de ponta a ponta, resultado que lhe permitiu passar seu companheiro Lewis Hamilton na classificação, com 273 pontos contra 265. Apesar disso, ele garantiu que prefere não pensar na tabela.

"Eu estou empolgado com a vitória na corrida de hoje, e não estou pensando no total de pontos. Eu não tinha as melhores memórias desta pista, que não me tratou bem no passado", declarou. "Mas o fim de semana todo foi perfeito, então hoje foi muito importante."

A corrida deste domingo parecia conduzida com tranquilidade por Rosberg, mas na reta final Daniel Ricciardo, que terminou em segundo, ameaçou sua vitória. O piloto alemão viu sua Mercedes sofrer com os pneus macios e uma parada a menos, enquanto o australiano da Red Bull foi agressivo com compostos supermacios.

A diferença confortável de Rosberg, que beirou os 30 segundos, caiu na reta final e chegou a menos de um segundo na linha de chegada. O alemão falou sobre o susto e garantiu que sabia que a distância para Ricciardo seria suficiente.

"O Daniel tentou forçar no fim com o pit stop na reta final. Nós sabíamos que seria apertado, mas chegamos lá e estou muito feliz", comentou. "O carro todo estava no limite, como sempre acontece aqui em Cingapura, então é muito satisfatório terminar desta forma."