22°
Máx
16°
Min

Rosberg exalta público na Itália e peso de vitória; Hamilton lamenta largada ruim

Rosberg exalta público na Itália e peso de vitória

O alemão Nico Rosberg fez uma ótima largada, deixou o inglês Lewis Hamilton para trás e, na sequência, dominou o GP da Itália neste domingo. A vitória o deixou a apenas dois pontos da liderança, que pertence ao companheiro de Mercedes.

"É muito significativo ganhar aqui em Monza. O público foi incrível todo o final de semana, especialmente durante a cerimônia de pódio. A corrida foi perfeita para mim. Após uma boa largada, consegui administrar a vantagem entre meu carro e quem estava atrás", comentou Rosberg.

Com a segunda vitória consecutiva, o piloto alemão foi a 258 pontos contra 260 de Hamilton, que ficou em terceiro lugar no GP da Bélgica e na Itália terminou com a segunda colocação. Neste domingo, o inglês chegou a cair para o sexto lugar após cometer um erro na largada. Rosberg ignorou os problemas do companheiro de equipe e passeou em um dos mais tradicionais circuitos da Fórmula 1.

"Nosso carro estava incrível durante todo o final de semana. Por isso preciso agradecer muito a toda a equipe. Já estou pensando em Cingapura, que foi nossa corrida mais fraca no ano passado. Espero que tenhamos aprendido lições em relação a 2015 e voltemos ainda mais fortes", finalizou.

O GP de Cingapura acontece daqui duas semanas. Na última temporada, a Mercedes não conseguiu um bom resultado na prova asiática. Hamilton terminou na quinta colocação e Rosberg ficou em sexto, na pior corrida da equipe em 2015.

VACILO - Hamilton precisou fazer uma corrida de recuperação depois do vacilo na largada, após ter conquistado a pole no último sábado. O inglês disse não saber ao certo o motivo que o deixou cair para a sexta colocação. Mas, a partir daí, contou também com um bom trabalho da equipe para recuperar posições e terminar em segundo lugar.

"É difícil falar quando se perde uma corrida por uma largada muito ruim. Depois disso, precisei me preocupar em poupar os pneus até a primeira parada e fiquei muito feliz de já estar na segunda posição após a primeira troca", comentou o inglês.

Ele ainda comentou que tentou tirar a diferença para Rosberg, mas não houve tempo. "Acelerei o máximo que deu, mas só consegui terminar a 15 segundos dele quando cruzamos a linha de chegada. Fiquei feliz com minha performance no final de semana, mas, depois de um ótimo classificatório no sábado, fiquei desapontado com o domingo. Agora vamos trabalhar para saber o que aconteceu e melhorar em Cingapura", finalizou.