22°
Máx
14°
Min

Rosberg lidera segundo treino livre e fecha o dia na frente em Barcelona

Durou apenas um treino livre o domínio da Ferrari no primeiro dia de atividades do GP da Espanha, a quinta etapa da temporada 2016 da Fórmula 1. Nesta sexta-feira, após a equipe italiana conseguir uma dobradinha na sessão inicial no Circuito da Catalunha, foi o alemão Nico Rosberg quem terminou o dia na frente.

Em fase esplendorosa, tendo vencido as quatro provas deste campeonato, o que o deixa na liderança disparada do Mundial de Pilotos, Rosberg deu mais um passo para ampliar o seu domínio ao ser o mais rápido na segunda sessão em Barcelona, com o tempo de 1min23s922.

Além do ótimo momento, Rosberg também tem no seu retrospecto a vitória na edição de 2015 do GP da Espanha. E nesta sexta-feira ele conseguiu ser um pouco mais rápido no segundo treino livre do que a melhor volta do dia do alemão Sebastian Vettel, que liderou a sessão inicial com a marca 1min23s951.

No segundo treino, porém, o melhor piloto da Ferrari foi o finlandês Kimi Raikkonen, que fez 1min24s176, um tempo pior do que o registrado por ele próprio na primeira sessão, quando também foi o segundo colocado, com 1min24s089, mas atrás de Vettel.

Vivendo um início de campeonato difícil, o inglês Lewis Hamilton já está a 43 pontos de distância de Rosberg no Mundial de Pilotos e busca uma reação no GP da Espanha, que venceu em 2014, para não se afastar ainda mais do rival, mas voltou a ficar atrás do alemão no primeiro treino livre do GP da Espanha. Porém, na segunda sessão da sexta-feira, ele voltou a ficar atrás de Rosberg, na terceira colocação, sendo pouco mais de 0s7 mais lento, com o tempo de 1min24s641

Vettel, que venceu o GP da Espanha em 2011, quando estava na Red Bull, foi o quarto mais rápido do segundo treino livre, à frente do local Carlos Sainz Jr., da Toro Rosso, que marcou 1min25s017, sendo seguido pelo australiano Daniel Ricciardo, o sexto colocado, duas posições à frente do seu novo companheiro na Red Bull, o holandês Max Verstappen. Já Daniil Kvyat, "rebaixado" pela Red Bull para a Toro Rosso, ficou bem atrás de Sainz no segundo treino livre em Barcelona, apenas na 15ª colocação.

Ídolo da torcida espanhola, Fernando Alonso foi apenas o segundo melhor piloto da casa na sessão vespertina em Barcelona ao conduzir a sua McLaren a um encorajador sétimo lugar - o inglês Jenson Button, seu companheiro de equipe, foi o 12º mais rápido. E a relação dos dez primeiros colocados do segundo treino livre foi completada pelos dois carros da Force India, com o mexicano Sergio Pérez em nono lugar e o alemão Nico Hulkenberg na décima colocação.

Logo atrás veio o finlandês Valtteri Bottas, na 11ª posição, sendo o melhor piloto da Williams, que teve desempenho decepcionante no segundo treino livre do GP da Espanha, com o brasileiro Felipe Massa se saindo ainda pior, fazendo apenas a 16ª melhor marca da sessão, com o tempo de 1min26s491, após ser o nono mais rápido do primeiro treino.

Outro piloto do País no grid, Felipe Nasr também ficou entre os mais lentos do segundo treino livre, em 20º lugar, com 1min27s812, enquanto o sueco Marcus Ericsson, com o outro carro da Sauber, foi o último colocado no segundo treino livre em Barcelona.

A segunda atividade do dia chegou a ser interrompida com o uso da bandeira vermelha depois que o pneu traseiro esquerdo da Renault do britânico Jolyon Palmer furou na reta dos boxes, o levando a parar o carro. Depois, ele retornou para a atividade.

Os pilotos voltam a acelerar no circuito da Catalunha neste sábado, quando será realizado o terceiro treino livre e a sessão de classificação, marcada para as 9 horas (de Brasília). O horário é o mesmo da largada do GP da Espanha no próximo domingo.