23°
Máx
12°
Min

Rosberg supera Verstappen e fatura pole position no GP da Bélgica

Sem a concorrência do inglês Lewis Hamilton, que sofreu punições, o alemão Nico Rosberg não perdeu a oportunidade neste sábado de faturar a pole position do GP da Bélgica. No tradicional circuito de Spa-Francorchamps, Rosberg superou a Red Bull do holandês Max Verstappen e afastou a ameaça dos pilotos da Ferrari num dos finais de semana mais equilibrados da temporada até agora.

Verstappen, da Red Bull que fez até dobradinha em treino livre na sexta, vai largar em segundo lugar. O finlandês Kimi Raikkonen, que mais cedo liderou o terceiro e último treino livre, sairá da terceira posição. O alemão Sebastian Vettel, também da Ferrari, será o quarto no grid. E o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, vai sair do quinto posto.

O brasileiro Felipe Massa chegou a cravar o melhor tempo do fim de semana no Q1, mas terminou o Q3 somente na décima colocação, sua posição de largada na corrida deste domingo, a partir das 9 horas. Felipe Nasr foi o 17º, mas vai largar em 16º por causa de punição ao mexicano Esteban Gutiérrez.

Com a pole, Rosberg terá oportunidade preciosa neste domingo para reduzir a vantagem de 19 pontos de Hamilton na liderança do Mundial de Pilotos ou até mesmo de superá-lo. O inglês, que vem de uma série de quatro vitórias seguidas, largará da penúltima colocação no grid em Spa.

Ele foi para a pista neste sábado somente para marcar tempo na primeira sessão. Desta forma, ganha o direito de largar do grid normalmente, e não do pit lane. Com apenas uma volta, poupa mais jogos de pneus para a corrida. O inglês fez seguidas mudanças nos componentes da unidade de potência do carro, incluindo o próprio motor, e acumulou desde sexta-feira uma punição que alcança 55 posições na largada deste domingo.

As alterações no carro haviam sido anunciadas pela Mercedes ainda na quinta. A equipe aproveitou a oportunidade para fazer o maior número de trocas possíveis no carro para acumular as punições todas somente neste GP, deixando Hamilton livre para correr com o monoposto renovado nas etapas seguintes do campeonato.

Só não sairá em último porque Fernando Alonso, punido na sexta-feira com a perda de 35 posições no grid, por conta de nova troca de motor, não conseguiu completar uma volta sequer no treino deste sábado. Um problema no McLaren obrigou o espanhol a deixar a sessão mais cedo, na primeira sessão do treino.

O Q1 da classificação também foi marcado pelo inesperado forte rendimento de Massa. Nos instantes finais da sessão, o brasileiro marcou 1min47s738, tornando-se não apenas o mais rápido do dia até então como o mais veloz de todo o fim de semana. Ele deixou para trás os pilotos da Ferrari e Rosberg.

Já Nasr teve o tempo de uma das suas voltas deletado porque passou com as quatro rodas do seu carro por fora da pista. Ele até mostrou bom rendimento ao longo do Q1, mas foi eliminado nos segundos finais. A sessão teve ainda a volta única de Hamilton e o abandono precoce de Alonso, que nem chegou a registrar tempo.

O Q2 contou com menos surpresas. Rosberg liderou, sendo seguido por Max Verstappen, da Red Bull, que vinha mostrando força em Spa desde a sexta. Massa foi apenas o sexto, sem ter sua marca superada até o fim desta sessão. Ficou à frente do companheiro de Williams, o finlandês Valtteri Bottas, sétimo mais veloz.

No Q3, Rosberg até sofreu ameaças de Verstappen, porém mostrou maior consistência desde a primeira volta. Ao cravar 1min46s744, superou Massa e cravou o melhor tempo do fim de semana. Ricciardo também se aproximou, mas foi superado pelos rivais nos segundos finais e acabou somente com a quinta colocação.

O piloto sueco Marcus Ericsson, companheiro de Nasr na Sauber, também sofreu punição neste fim de semana. Mas a perda de dez posições não altera o grid. Ele largará na frente apenas de Hamilton e Alonso, que sofreram sanções mais duras.

Confira o grid de largada do GP da Bélgica:

1º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min46s744

2º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min46s893

3º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min46s910

4º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min47s108

5º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min47s216

6º - Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min47s407

7º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min47s543

8º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min47s612

9º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min48s114

10º - Felipe Massa (BRA/Williams), 1min48s263

11º - Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min48s316

12º - Kevin Magnussen (DIN/Renault), 1min48s485

13º - Jolyon Palmer (ING/Renault), 1min48s888

14º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), 1min49s038

15º - Pascal Wehrlein (ALE/Manor), 1min49s320

16º - Felipe Nasr (BRA/Sauber), 1min48s949

17º - Esteban Ocon (FRA/Manor), 1min49s050

18º - Esteban Gutiérrez (MEX/Haas), 1min48s598*

19º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min49s058

20º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min49s071*

21º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min50s033*

22º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), sem tempo*

* pilotos sofreram punições