24°
Máx
17°
Min

Rosberg testa peça de proteção no cockpit e lidera 1º treino livre na Bélgica

Na luta para alcançar o líder Lewis Hamilton no Mundial de Fórmula 1, Nico Rosberg abriu bem os treinos livres do GP da Bélgica. O piloto alemão foi o mais rápido da primeira sessão de pista da prova e deixou em segundo lugar justamente o seu companheiro de Mercedes. Ele cravou o tempo de 1min48s348 para assegurar a liderança e superou com folga o inglês, que marcou 1min49s078.

Rosberg também chamou a atenção neste primeiro treino livre por ter testado de forma breve em seu carro o Halo, novo equipamento de proteção para o cockpit que fica logo à frente da cabeça dos pilotos. Mas ele não foi o único a utilizar o novo recurso de segurança. Também andaram por uma volta da sessão com essa peça fixada ao monoposto Nico Rosberg (Mercedes), Nico Hülkenberg (Force India), Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso) e Daniel Ricciardo (Red Bull).

Já o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, garantiu a terceira posição do treino ao cronometrar a sua melhor volta em 1min49s147 e ficar muito próximo de Hamilton. O mexicano Sergio Pérez, por sua vez, veio logo atrás dos dois com o tempo de 1min49s274 com a sua Force India para assegurar o quarto lugar.

Desta forma, Pérez foi quase meio segundo mais rápido do que o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que conquistou a quinta posição com o tempo de 1min49s768. Atrás do tetracampeão mundial, o grupo dos dez mais bem colocados foi fechado, em ordem, pelo australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), pelo holandês Max Verstappen (Red Bull), pelo alemão Nico Hülkenberg (Force India), pelo finlandês Valtteri Bottas (Williams) e pelo mexicano Esteban Gutierrez (Haas).

Já o brasileiro Felipe Massa foi apenas o 12º colocado com a sua Williams ao cronometrar a melhor das 28 voltas que deu neste primeiro treino com o lento tempo de 1min51s122. O seu compatriota Felipe Nasr, por sua vez, terminou a sessão em 15º lugar ao cravar 1min51s768 com a sua Sauber.

Ainda pior do que os dois brasileiros do grid foi a McLaren. O espanhol Fernando Alonso, com problemas no motor do seu carro, sequer conseguiu registrar tempo de volta e amargou a 22ª e última posição. Já o inglês Jenson Button, seu companheiro de equipe, foi apenas o 18º colocado ao percorrer a melhor das 18 voltas que fez neste primeiro treino em 1min52s407, marca mais de quatro segundos mais lenta do que a obtida por Rosberg para ficar com o primeiro lugar.

O segundo treino livre do GP da Bélgica, 13ª etapa do Mundial de F1, começará às 9 horas (de Brasília) desta sexta-feira. No mesmo horário ocorrerão a sessão de classificação para o grid de largada no sábado e a corrida no domingo. A prova será a primeira após uma pausa de mais de três semanas da categoria.