22°
Máx
16°
Min

Vettel lidera 1º dia de testes da F1 e Hamilton percorre mais de 700km

Foto: Studio Colombo/ Pirelli - Vettel lidera 1º dia de testes da F1 e Hamilton percorre mais de 700km
Foto: Studio Colombo/ Pirelli

Em um bom sinal inicial para a Ferrari em sua tentativa de desafiar o domínio da Mercedes na Fórmula 1, Sebastian Vettel foi mais rápido do que o atual bicampeão Lewis Hamilton no primeiro dia de testes coletivos da pré-temporada da Fórmula 1 e terminou a segunda-feira na liderança no circuito de Barcelona.

Vettel fez o tempo mais rápido do dia, com a marca de 1min24s939. Já Hamilton foi quase meio segundo mais lento, com 1min25s409. O alemão e o inglês foram seguidos pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, com 1min26s044, e pelo finlandês Valtteri Bottas, da Williams, com 1min26s091.

Embora os tempos de testes muitas vezes possam ser enganadores, especialmente em uma sessão tão inicial, este foi claramente um começo positivo para Vettel, que foi o terceiro colocado no Mundial de Pilotos no ano passado, sendo o único piloto fora da Mercedes a vencer uma prova.

Hamilton foi de longe o piloto que teve o dia mais movimentado em Barcelona, tendo completado 156 voltas, mais do que o dobro do que Vettel, que completou 69. Isso significa que ele completou mais do que uma corrida no Circuito da Catalunha - no ano passado, o GP da Espanha teve 66 voltas.

Assim, considerando apenas as voltas lançadas, Hamilton percorreu 726,18 quilômetros nesta segunda-feira em Barcelona. No ano passado, também no primeiro dia de testes, o alemão Nico Rosberg percorreu 695,196 quilômetros no circuito de Jerez de la Frontera, também na Espanha, com o carro da Mercedes.

Bottas chegou a ser o terceiro mais rápido na sessão da manhã, mas foi ultrapassado por Ricciardo no período da tarde. O inglês Jenson Button teve um primeiro dia promissor pela McLaren, tendo completado 84 voltas e não mostrando sinais aparentes dos problemas de confiabilidade que atormentaram a equipe na última temporada. Ele foi o sexto mais rápido no fim do dia, atrás do mexicano Alfonso Celis, piloto de desenvolvimento da Force India.

O espanhol Carlos Sainz Jr., da Toro Rosso, foi o sétimo colocado, à frente do sueco Marcus Ericsson, da Sauber, única equipe que não utilizou esse primeiro dia de testes para estrear o seu novo carro. Já o novato alemão Pascal Wehrlein, da Manor, foi o nono colocado.

A também novata Haas, a primeira equipe dos Estados Unidos na Fórmula 1 desde 1986, enfrentou um problema mecânico no seu primeiro dia oficial de treinos, quando a asa dianteira do carro pilotado por Romain Grosjean se soltou, mas o francês conseguiu retornar aos boxes sem maiores incidentes.

Grosjean completou apenas 31 voltas, a menor marca entre todos os participantes. O francês terminou o dia na décima posição, apenas à frente do britânico Jolyon Palmer, que fará a sua temporada de estreia na Fórmula 1 pela Renault, que volta a compor o grid, substituindo a Lotus.

A Mercedes dominou as duas últimas temporadas da Fórmula 1, e sem grandes mudanças no regulamento para este ano, é esperado que mantenha essa condição em 2016. De qualquer modo, os testes em Barcelona podem ser importantes para indicar se seus rivais tiveram evolução significativa para ameaçá-la ou se mais uma vez a luta será apenas pelo segundo lugar.

Esse primeiro período de testes da Fórmula 1 se encerra na próxima quinta-feira. Depois, as equipes voltarão a treinar em Barcelona entre os dias 1º e 4 de março. A primeira das 21 provas da temporada 2016 da Fórmula 1 será em 20 de março, com a realização do GP da Austrália.