22°
Máx
14°
Min

Durant deixa Thunder e anuncia que assinará com o Warriors

- Durant deixa Thunder e anuncia que assinará com o Warriors

Kevin Durant já definiu o seu destino para a próxima temporada da NBA. Nesta segunda-feira, o astro confirmou a sua saída do Oklahoma City Thunder e anunciou a sua ida para o Golden State Warriors, onde vai se juntar aos astros Stephen Curry e Klay Thompson.

Durant anunciou a sua decisão em texto publicado no site The Players Tribune, onde jogadores escrevem artigos em primeira pessoa com reflexões, pensamentos e experiências. Dessa vez, então, o astro utilizou a plataforma para explicar as razões que o levaram a decidir por trocar o Thunder pelo Warriors.

O anúncio do destino de Durant era a decisão mais esperada da NBA após o fim da temporada 2015/2016. o jogador, que estava na condição de agente livre, conversou nos últimos dias com dirigentes do próprio do Thunder, do Warriors, do Boston Celtics, do San Antonio Spurs, do Miami Heat e do Los Angeles Clippers.

Efetivamente, Durant só poderá assinar o seu contrato com o Warriors a partir da próxima quinta-feira. A imposição, porém, é uma mera formalidade, ainda mais depois do anúncio desta segunda, em um texto intitulado "Meu próximo capítulo" (My next chapter, em inglês, na versão original).

Durant classificou as últimas semanas como "as mais difíceis" da sua vida. Mas, no artigo, explicou que tomou a decisão pensando na sua evolução como jogador - um dos maiores nomes de NBA na atualidade, ele foi vice-campeão em 2012, pelo Thunder, sendo batido na final pelo Miami Heat.

O curioso é que agora ele está se transferindo para o time que o impediu de disputar a última decisão da NBA. Na final da Conferência Oeste, o Thunder surpreendeu ao abrir 3 a 1 diante do Warriors, que venceu três partidas seguidas e se classificou para a decisão, sendo posteriormente batido pelo Cleveland Cavaliers de modo semelhante.

"Eu entendi cognitivamente que estava enfrentando uma encruzilhada na minha evolução como jogador e como homem, e que isso veio com escolhas excepcionalmente difíceis. O que eu realmente não compreendi, no entanto, foi a gama de emoções que eu iria sentir durante este processo", escreveu Durant no início do seu texto.

"A prioridade que eu tinha para mim na tomada desta decisão foi ter como base o potencial para o meu crescimento como um jogador - o que sempre me colocou na direção certa. Mas eu também estou em um ponto em minha vida onde é de igual importância encontrar uma oportunidade que incentiva minha evolução como um homem: sair da minha zona de conforto para uma nova cidade e comunidade que oferece o maior potencial para a minha contribuição crescimento pessoal. Com isto em mente, eu decidi que eu vou me juntar ao Golden State Warriors", acrescentou.

Durant está na NBA desde 2007, quando fez a sua temporada de estreia pelo Seattle Supersonics - no ano seguinte, a franquia se transferiu para Oklahoma. Assim, ele participou diretamente da consolidação do Thunder, tendo sido eleito o MVP da NBA em 2014. Além disso, foi quatro vezes o maior anotador da liga. Além disso, levou o time à quatro finais de conferência nas últimas seis temporadas.

Após ficar fora de boa parte da temporada 2014/2015 por causa de uma fratura no pé direito, viveu um dos melhores anos da sua carreira, com médias de 28,2 pontos, 8,2 rebotes e 5 assistências. Agora vai jogar pelo time que bateu o recorde de vitórias em uma temporada regular da NBA no último campeonato - 73.

No seu texto, Durant reconheceu que a sua decisão vai causar grande frustração nos torcedores do Thunder. "Realmente me dói saber que vou decepcionar tantas pessoas com esta escolha, mas eu acredito que estou fazendo o que sinto é a coisa certa neste momento da minha vida e minha carreira de jogador", escreveu.

"Oklahoma City realmente me fez crescer. Me ensinou muito sobre a família, bem como o que significa ser um homem. Não há palavras para expressar o que a organização e a comunidade significam para mim, e o que eles vão representar na minha vida e no meu coração para sempre. As memórias e amizades são algo que vão muito além do jogo. Essas relações inestimáveis são o que fez esta deliberação tão desafiadora", disse, garantindo que vai sentir falta da equipe e da cidade.

"Vou sentir falta de Oklahoma City, e do papel que tive na construção desta equipe notável. Vou sempre valorizar as relações dentro da organização - os amigos e companheiros de equipe com quem fui para a guerra na quadra durante nove anos, e todos os fãs e pessoas da comunidade. Eles sempre estiveram a minha volta incondicionalmente, e eu não posso ser mais grato para o que eles fizeram com a minha família e para mim", concluiu o agora jogador do Warriors, que foi campeão mundial em 2010 e olímpico em 2012 pelos Estados Unidos e está convocado para os Jogos do Rio.