21°
Máx
17°
Min

Raulzinho dá nove assistências em jogo de calouros do fim de semana das estrelas

Raulzinho se tornou, na noite de sexta-feira, o segundo brasileiro a participar do chamado "jogo dos calouros" no fim de semana das estrelas da NBA, o All-Star Weekend, em Toronto (Canadá). O armador começou no banco de reservas e atuou por 18 minutos, anotando apenas dois pontos - acertou o único arremesso de quadra que tentou. O brasileiro do Utah Jazz brilhou nos passes, com nove assistências, segundo melhor do jogo nesta estatística.

Pelo segundo ano seguido a NBA usou um novo modelo para o jogo de calouros, envolvendo atletas em primeiro ou segundo ano na liga norte-americana. Em um time ficaram os atletas vindos de universidades da NCAA, a forte liga universitária dos EUA. No outro, o de Raulzinho, estavam os jogadores que chegaram à NBA oriundos de clubes de todo o mundo.

Comandado por Zach LaVine, eleito o MVP do jogo, o time "EUA" venceu o "Mundo" por 157 a 154. Foi o segundo ano seguido que um atleta do Minnesota Timberwolves ganha o prêmio, uma vez que na temporada passada o posto ficou com Andrew Wiggins. No jogo desta sexta, o canadense, jogando em casa, fez 29 pontos, um a menos que LaVine, Kristaps Porzingis (New York Knicks) e Emmanuel Mudiay (Denver Nuggets), ambos do time Mundo.

Antes de Raulzinho, só um brasileiro havia participado do jogo dos calouros: o pivô Nenê, hoje no Washington Wizards, que atuou em 2003 pelo time dos novatos e no ano seguinte pela equipe dos segundoanistas. Tiago Splitter também foi selecionado em 2012, em seu segundo ano na NBA, mas estava machucado e não entrou em quadra.