24°
Máx
17°
Min

Seleção feminina de basquete volta a vencer Japão em amistoso visando Rio-2016

(Foto: CBB) - Seleção feminina de basquete volta a vencer Japão em amistoso
(Foto: CBB)

A seleção brasileira feminina de basquete voltou a vencer o Japão em amistoso de preparação para a Olimpíada do Rio. Depois de passar pelas japonesas por 70 a 54 na última quinta-feira, a equipe comandada pelo técnico Antonio Carlos Barbosa superou as orientais por 87 a 74, no clube Concórdia, em Campinas, que já havia sido palco do confronto entre os dois países no dia anterior.

As pivôs Érika de Souza e Clarissa dos Santos, com 20 pontos cada uma, foram as cestinhas do duelo, sendo que a segunda delas ainda contabilizou um "double-double" ao apanhar dez rebotes. Já a ala Palmira Marçal e a ala-pivô Damiris Dantas marcaram 11 pontos cada uma. Pelo lado das japonesas, Mika Kurihara e Ramu Tokashiki foram as maiores pontuadoras, com 12 cada.

O Japão, por sinal, será o segundo adversário da seleção feminina do Brasil nos Jogos do Rio, em 8 de agosto, dois dias antes da estreia diante da Austrália, medalhista de bronze na Olimpíada de Londres, em 2012.

"Foi uma partida amistosa, mas com ritmo de Olimpíada. Não vamos ter jogos fáceis em nenhum momento. Cometemos alguns erros no início, mas o time permaneceu unido e compreendeu que somente juntos é que conseguimos alcançar as vitórias. Foi mais um jogo maravilhoso em que o público compareceu em peso. O pessoal está torcendo, apoiando e empurrando a gente. O caminho é longo, a Olimpíada está aí, falta uma semana para começar a brincadeira e estamos muito focadas", afirmou a pivô Clarissa, em declarações reproduzidas pelo site oficial da Confederação Brasileira de Basquete (CBB).

Barbosa, por sua vez, exaltou a importância deste novo amistoso contra as japonesas, que chegaram a terminar o primeiro tempo do duelo perdendo por apenas um ponto (44 a 43). "O jogo foi extremamente importante, pois começamos mal e inseguros. O Japão se impôs, com mais disposição, mas fomos buscar o jogo. Na hora que a adrenalina baixou, começamos a acertar e coordenar mais as jogadas e, com isso, fluiu", analisou.

Em seguida, o treinador destacou que Palmira, "jogadora de sua confiança, acertou as bolas de três que não vinham caindo", assim como elogiou a boa pontuação atingida pela equipe nacional. "Fizemos 87 pontos, sem a presença da Iziane, contra um time que chuta todas. Se não marcássemos tudo isso, iríamos perder", acredita.

Após este novo confronto com o Japão, a seleção irá chegar à Vila Olímpica no Rio na próxima segunda-feira, antes de fazer os dois últimos amistosos de preparação, contra a Sérvia, na terça, e China, na quarta.

O Brasil integrará o Grupo A da Olimpíada no basquete feminino, que, além de Austrália e Japão, contará também com Bielo-Rússia, França e Turquia.