26°
Máx
19°
Min

Sem novidades, Barbosa convoca 18 e já garante Clarissa e Érika na Olimpíada

O técnico da seleção brasileira feminina de basquete Antonio Carlos Barbosa anunciou nesta terça-feira, em São Paulo, a convocação de 18 atletas para os treinos de preparação para os Jogos Olímpicos do Rio. Não há nenhuma surpresa na lista, que engloba as 15 jogadoras que treinam desde o início do mês e as três que ficaram de fora do Sul-Americano porque estavam atuando na WNBA.

A preparação para o Rio-2016 começou em 2 de maio, quando um grupo de 15 atletas se reuniu em Campinas para treinar visando o Sul-Americano. Deste elenco, três jogadoras foram cortadas e não disputaram a competição continental: as armadoras Babi e Adrianinha, além da ala Isabela Ramona. As duas últimas estavam machucadas.

Agora, as três voltam à convocação, que também tem as pivôs Damiris, Érika e Clarissa. Damiris fez pré-temporada pelo Atlanta Dream, mas foi liberada de jogar a temporada 2016 da WNBA. A franquia da Geórgia, à época, disse que ela ficaria treinando para a Olimpíada.

Nesta terça, a coordenadora da seleção feminina, Adriana Santos, explicou melhor a situação. "Ela teve problemas familiares. Estava indecisa de ir à WNBA. Deixei ela à vontade para ela fazer o que era melhor para ela. Quando ela disse que decidiu ficar, foi uma surpresa para nós. Ela está feliz, e nós também, por recebê-la no dia 2", contou, citando o dia da apresentação da equipe.

Clarissa e Érika, que furaram o boicote dos principais clubes brasileiros e se apresentaram ao técnico Antonio Carlos Barbosa para jogar o evento-teste do Rio-2016, se deram bem. Depois de servirem à seleção por uma semana em janeiro, elas foram liberadas para se apresentarem com um mês e meio de atraso. Ambas ficam até meados de julho no Chicago Sky.

"Temos que respeitar a carreira das meninas. Falei com o empresário delas e no dia 15 de julho elas farão o último jogo em Chicago. Devem se apresentar no dia 16. Para nós foi uma vitória, para elas terem um tempo para treinar com a equipe", explicou Adriana. Há jogos do Sky marcados até 22 de julho.

Barbosa não esconde que as duas estão garantidas na Olimpíada. O treinador planeja viajar para a França, em 29 de junho, para três amistosos contra as donas da casa, já com um grupo de 13 atletas, após três cortes. "Na França definiremos as outras 10 jogadoras para a Olimpíada. As outras duas estão garantidas", assegurou.

A programação da seleção prevê um quadrangular no fim de julho, em Campinas, contra França, Japão e um time a definir. Em 2 de agosto, na semana de abertura dos Jogos, a equipe encerra a preparação com um amistoso em Mogi das Cruzes, também com adversário ainda indefinido.

Sobre o elenco final, Barbosa prometeu fazer um "mix" entre veteranas e atletas mais jovens. "Um time formado não só por atletas experientes, mas também de atletas que farão base para um outro ciclo olímpico, e que tenha já dado algum resultado."

Das 18 convocadas, 10 têm pelo menos 30 anos, sendo que há atletas de 38 (Êga), 37 (Adrianinha), 36 (Kelly), 35 (Gilmara) e 34 anos (Érika e Iziane). Com menos de 25 anos ou menos aparecem Tatiane (25), Tainá (24), Patrícia (25), Isabela Ramona (21) e Damiris (23). A tendência é que só duas ou três dessas garotas estejam nos Jogos.

Confira a convocação da seleção feminina de basquete:

Armadoras - Adrianinha (América-PE), Babi (Corinthians/Americana), Joice (Corinthians/Americana) e Tainá (América-PE).

Alas - Iziane (Sampaio Basquete-MA), Isabela Ramona (Sampaio Basquete-MA), Jaqueline Silvestre (Santo André), Palmira (Sampaio Basquete-MA), Patrícia Ribeiro (Maranhão Basquete) e Tatiane (América-PE).

Pivôs - Érika (Chicago Sky e América-PE), Clarissa (Chicago Sky), Damiris (Corinthians/Americana e Atlanta Dream), Ega (Maranhão Basquete), Gilmara Justino (Corinthians/Americana), Karina Jacob (Sampaio Basquete), Nádia (Sampaio Basquete) e Kelly (América-PE).