22°
Máx
14°
Min

Sob a dúvida de Varejão, Brasil volta a atropelar Romênia em amistoso de basquete

(Foto: Divulgação)  - Sob a dúvida de Varejão, Brasil volta a atropelar Romênia em amistoso
(Foto: Divulgação)

A seleção brasileira masculina de basquete derrotou a Romênia por 96 a 50, nesta segunda-feira, mas o clima de incerteza sobre a participação de Anderson Varejão na Olimpíada do Rio roubou as atenções. O tranquilo triunfo no amistoso preparatório realizado no ginásio da Hebraica, em São Paulo, ficou em segundo plano diante do temor pela possibilidade da perda de mais um nome importante do garrafão brasileiro por lesão.

Varejão se tornou dúvida para a Olimpíada depois de sentir um problema nas costas na semana passada e pode se juntar a Tiago Spliter e Vitor Faverani, que desfalcarão o garrafão brasileiro justamente por problemas físicos. O pivô inclusive viajou para os Estados Unidos, a mando do Golden State Warriors, seu time na NBA, para realizar exames. A assessoria da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) não se manifestou oficialmente sobre a possibilidade de corte nesta segunda-feira, apenas informou que o jogador ainda será reavaliado uma vez mais no Brasil independentemente dos resultados dos testes nos EUA.

Sem Varejão, o técnico argentino Rubén Magnano escalou Augusto Lima como titular nesta segunda-feira, compondo o garrafão com Nenê, na vaga que supostamente seria do pivô do Warriors. Marcelinho Huertas, Leandrinho e Alex completaram o quinteto titular.

Nenê foi o grande destaque do triunfo. Depois de ser discreto no primeiro amistoso entre as equipes no último sábado, também na Hebraica, o pivô que acertou a sua ida para o Houston Rockets terminou com 22 pontos em 19 minutos em quadra. Vindos do banco, Marquinhos e Rafael Hettsheimeir também contribuíram, com 13 e 11 pontos, respectivamente.

Depois dos dois amistosos contra a Romênia, o Brasil segue para Mogi das Cruzes (SP). A partir desta quinta-feira irá enfrentar Austrália, China e Lituânia em um torneio amistoso. A delegação brasileira entra na Vila Olímpica, no Rio, no dia 3 de agosto.

O Brasil está no Grupo B da Olimpíada e terá como adversários na primeira fase as seleções da Lituânia (dia 7), Espanha (9), Croácia (11), Argentina (13) e por último Nigéria (15). Todos os jogos serão as 14h15 (de Brasília). O Grupo A é formado por Austrália, China, Estados Unidos, França, Sérvia e Venezuela.

O JOGO - Depois de ter certa dificuldade no início, principalmente com o garrafão adversário, a seleção aos poucos acertou a marcação e conseguiu roubos de bola que resultaram em cestas fáceis. Com boas atuações de Nenê e Augusto Lima, o Brasil abriu vantagem e fechou o primeiro quarto com 13 pontos de vantagem: 24 a 11.

No segundo período, as duas equipes promoveram diversas mudanças e Magnano lançou à quadra o jovem Pedro, de 20 anos. O pivô do Paulistano já havia tido minutos no amistoso do fim de semana, mas dificilmente será o substituto de Varejão caso o veterano de fato seja cortado. Novato, ele atuou em somente duas partidas de seu clube no último NBB e sequer pontuou na liga.

Mesmo com as alterações e com uma queda clara no rendimento, o Brasil aproveitou a fragilidade dos reservas da Romênia para ampliar a diferença no placar. A vantagem disparou no início do terceiro período, quando ataque e defesa trabalharam bem, a seleção abriu 50 a 25 e exigiu um rápido pedido de tempo do adversário.

Com os romenos desestabilizados, o time brasileiro aproveitou para dar show, com enterradas seguidas de Alex e Nenê, que completou duas lindas pontes aéreas consecutivas.

Com o jogo já decidido no último quarto, foi a vez de outro jovem pivô ter seus primeiros minutos em quadra. Depois de assistir do banco à toda partida do último fim de semana, Wesley Sena foi lançado por Magnano. O quarto período foi o menos disputado e os dois times tiraram o pé do acelerador. Ainda deu tempo para uma última linda enterrada de Marquinhos levantar os presentes no ginásio e selar o triunfo brasileiro.