26°
Máx
19°
Min

Thunder atropela Warriors por 28 pontos e faz 2 a 1 na decisão do Oeste

O Golden State Warriors pode ter feito a melhor campanha da temporada, contar com o MVP (jogador mais valioso), Stephen Curry, e o melhor técnico da NBA, Steve Kerr, mas no último domingo foi simplesmente atropelado pelo Oklahoma City Thunder. Atuando em casa, o Thunder é que parecia um dos melhores times da história da liga e arrasou o adversário por 133 a 105, para fazer 2 a 1 na série melhor de sete da decisão da Conferência Oeste.

A diferença de 28 pontos foi pouca diante do atropelamento protagonizado pelo Thunder. No terceiro período, quando Russell Westbrook e Kevin Durant pareciam incapazes de errar sequer um arremesso, ela chegou a incríveis 41 pontos. Somente no último quarto, quando as principais estrelas de ambas equipes sequer foram à quadra, já que a partida estava decidida, a vantagem caiu.

O passeio coloca o Warriors em situação bastante incômoda na série. Considerada a grande favorita ao bicampeonato, a equipe de Oakland precisa vencer o Jogo 4 na terça-feira, novamente em Oklahoma City, se não quiser se ver em uma complicada desvantagem de 3 a 1.

O Warriors se apega ao retrospecto para manter a confiança. Na temporada passada, chegou a estar em desvantagem de 2 a 1 nas séries contra Memphis Grizzlies e Cleveland Cavaliers, mas virou ambas e foi campeão. Em nenhum destes casos, no entanto, havia sofrido um atropelamento como diante do Thunder.

A incrível superioridade dos donos da casa foi traduzida nos números. Até o fim do terceiro quarto, quando os titulares ainda estavam em cena, o Thunder acertou 60,6% dos arremessos de quadra, sendo 42,1% de três pontos. O Warriors teve 40,3% nos arremessos, 28,6% nas bolas de três. Ao fim da partida, foram 52 rebotes para o time de Oklahoma City, contra 38 do adversário.

Se a noite de domingo teve um vilão, este foi Draymond Green. O ala/pivô do Warriors não só teve uma péssima atuação - seis pontos e quatro rebotes, acertando apenas um dos nove arremessos que tentou -, como novamente acertou um chute na região da virilha do pivô adversário Steven Adams - foi a segunda vez na série - e passou a ser perseguido pela torcida da casa.

O lance no segundo período, além de poder gerar uma punição a Green, também inflamou a torcida e a equipe do Thunder, que emendou uma sequência de 24 a 7 até o intervalo e fez do duelo equilibrado um passeio. O terceiro quarto só confirmou o ótimo momento dos donos da casa, que fizeram 45 pontos em 12 minutos e dispararam no placar.

Mesmo sem sequer pisar em quadra no último período, Durant e Westbrook combinaram para 63 pontos. Foram 33 para o ala e 30 para o armador, que ainda deu 12 assistências. Serge Ibaka contribuiu com 14 pontos, enquanto Andre Roberson e Dion Waiters marcaram 13 cada.

Pelo Warriors, o MVP Stephen Curry marcou 24 pontos, mas acertou somente três das 11 bolas de três que tentou. Klay Thompson anotou 18, mas os dois foram os únicos jogadores da equipe com pelo menos 10 pontos.

Os playoffs da NBA terão sequência nesta segunda-feira, com a decisão da Conferência Leste. Depois de vencer sua primeira partida na série e diminuir a desvantagem para 2 a 1, o Toronto Raptors volta a receber o Cleveland Cavaliers diante de sua animada torcida no Canadá.