26°
Máx
19°
Min

Thunder elimina o Spurs e será o rival do Warriors na final do Oeste

O Oklahoma City Thunder está na final da Conferência Oeste da NBA. Na noite de quinta-feira, mais uma vez contando com ótimas atuações de Kevin Durant e Russel Westbrook, a equipe superou o San Antonio Spurs por 113 a 99, em casa, e fechou a série em 4 a 2.

A classificação do Thunder provoca certa surpresa, pois o Spurs teve a segunda melhor campanha da temporada regular da NBA e venceu o primeiro confronto da série por 32 pontos de diferença. Depois, porém, o time de Oklahoma ganhou quatro dos cinco jogos seguintes, incluindo dois triunfos como visitante, para avançar.

Na vitória de quinta-feira, Durant anotou 37 pontos, enquanto Westbrook contribuiu para o triunfo com 28 pontos e 12 assistências. E o Thunder teve o controle do jogo durante todo o tempo, chegando a ter uma expressiva vantagem de 28 pontos.

Após a classificação, Westbrook garantiu que nem a derrota acachapante no primeiro confronto abalou a confiança do Thunder. "Tivemos esse jogo e o deixamos para trás", comentou. "Saímos depois disso com uma mentalidade diferente. Sabíamos o que tínhamos que fazer para ganhar a série. São uma grande equipe. Estão há mais de dez anos ganhando, com o mesmo ritmo. Só estou orgulhoso dos nossos garotos".

Steven Adams acumulou 15 pontos e 11 rebotes e Andre Roberson anotou 14 pelo Thunder, que agora terá pela frente o Golden State Warriors, atual campeão da NBA, na decisão da Conferência Oeste. O primeiro jogo da série está marcado para a próxima segunda-feira em Oakland.

"Golden State é uma grande equipe", disse Billy Donovan, técnico do Thunder. "Será um grande desafio. Temos um pouco tempo para nos preparar antes de jogar, mas agora mesmo, para nós é a oportunidade de seguir adiante, ter uma oportunidade de seguir jogando e nos prepararmos tanto como pudermos para o Jogo 1".

O Spurs tentava prolongar uma temporada em que conquistou mais vitórias na história da franquia, com 67 triunfos e 15 derrotas, mas não teve êxito. Aos 40 anos, Tim Duncan teve um desempenho ruim em toda a série, até anotar 19 pontos na noite de quinta, quando liderou a tentativa de reação do Spurs no último quarto, mas sem sucesso. Após o jogo, Duncan evitou comentar sobre o seu futuro. "Chegarei a isso depois de sair daqui e pensar sobre a vida", disse.

Kawhi Leonard contribuiu com 22 pontos e LaMarcus Aldrige anotou 18 para o Spurs no jogo que fechou uma série em que o time caiu duas vezes como mandante, depois de só sofrer uma derrota em toda a temporada regular no seu ginásio.

Até o final do jogo, o Spurs tentou evitar a eliminação e chegou a reduzir a desvantagem para 11 pontos - 101 a 90 - mas uma cesta de três e depois uma bandeja de Westbrook a 1min46 do fim definiram de vez o triunfo do Thunder.

"Sempre reconhecemos o mérito dos nossos rivais, e obviamente OKC chegou aqui e transformou nosso jogo em arremessos ruins forçados, e então começamos a cair e saiu do controle", explicou Duncan. "Nos colocamos em apuros. Na realidade, jogamos com alguma solidez no segundo tempo, mas foi muito pouco, muito tarde", concluiu o veterano do Spurs.

JOGO DE SEXTA-FEIRA - Em vantagem de 3 a 2 nas semifinais da Conferência Leste, o Toronto Raptors visita nesta sexta-feira o Miami Heat e avançará nos playoffs em caso de nova vitória.