22°
Máx
17°
Min

Thunder surpreende o Warriors fora de casa e abre 1 a 0 na decisão do Oeste

O Golden State Warriors pode ter feito a melhor campanha da temporada, ser o time do MVP (jogador mais valioso) Stephen Curry e do técnico do ano na NBA, Steve Kerr, mas quem está na frente na decisão da Conferência Oeste é o Oklahoma City Thunder. Na noite da última segunda-feira, o Thunder surpreendeu o Warriors fora de casa e venceu por 108 a 102 para fazer 1 a 0 na série melhor de sete.

Com o resultado, o time de Oklahoma City roubou o mando de quadra do Warriors e será o campeão do Oeste se vencer as três partidas marcadas seu domínio. Ao rival de Oakland, resta vencer o Jogo 2 nesta quarta-feira, novamente em casa, para se manter com boas chances de classificação à decisão da NBA.

Apesar da derrota, o Warriors começou melhor na última segunda-feira, soube impor sua velocidade característica e chegou a abrir 14 pontos de vantagem. Só que o Thunder também está acostumado com este tipo de jogo e conseguiu equilibrar. O primeiro tempo, aliás, ficou nisso: o time da casa abria vantagem, os visitantes diminuíam, mas só para verem os anfitriões dispararem novamente.

As duas equipes souberam aproveitar bem os erros do adversário. Foram dez desperdícios de bola para o Thunder e sete para o Warriors somente no primeiro tempo, o que gerava contra-ataques rápidos de ambos os lados e pontos fáceis. Quando o ritmo diminuía e as equipes eram obrigadas a criar jogadas, as cestas ficavam mais escassas.

Kevin Durant e, principalmente, Russell Westbrook decepcionaram no primeiro tempo. Foram sete desperdícios de bola somente deles, Durant marcou 13 pontos e Westbrook, três. Mas quando o armador acordou no terceiro período, mudou o rumo da partida.

O início do segundo tempo trouxe um Westbrook muito mais agressivo, atacando a cesta e marcando 19 pontos em 12 minutos. Do outro lado, Curry seguia tendo dificuldades para conduzir a armação, cometia erros, e o resultado disso tudo foi uma vitória por 28 a 18 do Thunder no período.

No último quarto, Westbrook e Durant voltaram a oscilar ofensivamente, mas não tanto quanto o Warriors. A equipe conhecida pela incrível qualidade no arremesso de três acabou pecando justamente neste quesito, apostou demais nas bolas de trás da linha e acertou somente uma das dez tentativas nos 12 minutos finais.

Com tantos erros dos dois lados, o placar seguiu equilibrado até o minuto final, mas a 30 segundos para o fim da partida, Durant acertou arremesso decisivo que levou a diferença para cinco pontos e garantiu o triunfo do Thunder.

Com 24 pontos no segundo tempo, Westbrook acabou como cestinha da partida, com 27 pontos. Ele também deu 12 assistências e roubou incríveis sete bolas, fruto de sua ótima marcação em Stephen Curry, outro fator decisivo para a partida. Durant terminou com 26 pontos, enquanto Steven Adams também teve papel decisivo ao contribuir com 16 pontos e 12 rebotes.

Pelo Warriors, Curry terminou com 26 pontos, 10 rebotes e sete assistências, mas perdeu sete vezes a bola. Klay Thompson foi o principal jogador do time no primeiro tempo, mas marcou somente seis pontos no segundo e terminou com 25. Ele também foi o responsável por parar Westbrook durante boa parte da partida. Draymond Green ainda contribuiu com 23 pontos, enquanto Leandrinho marcou dois em quatro minutos em quadra e Anderson Varejão não atuou.

Os playoffs da NBA terão sequência nesta terça-feira com o início da decisão da Conferência Leste. O Cleveland Cavaliers, que ainda não perdeu nesta pós-temporada após enfrentar Detroit Pistons e Atlanta Hawks, recebe o Toronto Raptors, que vem de duas vitórias em séries por 4 a 3, contra Indiana Pacers e Miami Heat.